Editorias, Notícias, São Paulo

Ecosol Fest ocupa o Vale do Anhangabaú em dezembro

Foto: Divulgação

Música, artesanato, alimentação, oficinas e uma série de outras atrações integram a primeira edição do Ecosol Fest em São Paulo. O evento vai reunir empreendimentos e iniciativas inseridas na estratégia municipal de Economia Solidária da Prefeitura de São Paulo, revelando as diversas facetas dessa economia no território.

O evento contará com shows da banda Aláfia na sexta, dia 16, e de Rappin’Hood no sábado, dia 17, ​sempre ​a partir das 18h. Um grande palco estará montado no Vale para as apresentações, e receberá outras atrações ao longo do dia. O grupo Naked Universe (NU) também se apresentará no evento.

A banda Aláfia fará o pré-lançamento de seu novo CD. Formada por 12 pessoas, traz um som dançante e surge do encontro entre rap, MPB, funk e música de terreiro, com ritmos e melodias sofisticados que unem a fala da rua, o frescor dos encontros e o contato profundo com a ancestralidade afro-brasileira em diálogo com a realidade sociocultural do país. O grupo flerta com a black music carioca dos anos 70 e o funk norte americano e africano. Mais informações sobre o grupo: http://alafia.art.br/

O Hip Hop de Rappin’Hood toma o palco no sábado com sua boa lírica e rimas, na procura pelo rap autêntico e de forte identidade nacional. O atual disco de trabalho, “Sujeito Homem 2”, traz diálogos do Hip Hop com o samba e a soul music brasileira sem perder o compromisso do rap com suas origens. Mais informações sobre o trabalho:http://www.hoodmania.com.br/

O duo Naked Universe (NU), que se apresenta no sábado 17/12 às 13h, foi criado em 2014 pela cantora e compositora Ligiana Costa e pelo compositor e produtor musical Edson Secco, unindo o experimental, o eletrônico e a canção. A dupla vem se apresentando em importantes festivais do Brasil – do Cena Contemporânea de Brasília ao Festival Contato de São Carlos passando pela prestigiada temporada de verão da Lálá em Salvador. Neste ano de 2016, tocou em duas salas importantes de Nova Iorque – Nublu e Meridian 23 – e fez uma turnê de 14 shows pela Europa, tocando em salas e festivais pela Espanha, Itália, França e Alemanha e realizando colaborações com artistas franceses. Mais informações sobre o trabalho:http://nakeduniverse.net/

A programação inclui ainda shows dos grupos Petrologia, Mano Réu, Rafro Ugodzilla e Alma Livre, além de sonorização com DJ residente. Muito rap, soul, MPB, samba rock, reggae e hip hop. Saraus, exibição de curtas, teatro e pocket shows acontecem também ao longo dos dois dias.

Para acompanhar o detalhamento da programação no Vale do Anhangabaú, que será divulgado nos próximos dias, acesse:https://www.facebook.com/events/1705914359737536/

O Festival

Além de apresentações musicais, o Ecosol Fest terá espaço para exposição e comercialização de itens de artesanato, costura, ecoturismo, além de uma aconchegante praça de alimentação. Todos os produtos são elaborados por empreendimentos de Economia Solidária.

Uma área de convivência oferecerá oficinas, workshops, palestras e uma exposição sobre a Economia Solidária como estratégia de desenvolvimento na cidade de São Paulo, que abordará os diversos projetos em funcionamento. Boa oportunidade para entender essa nova economia e perceber como ela se articula na cidade.

A Unidade Móvel de Atendimento às Mulheres – o ônibus lilás da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres – integra o evento na sexta-feira, dia 16/12, das 10 às 17h, fazendo acolhimento a mulheres em situação de violência doméstica e familiar de gênero e informando sobre direitos.

Será também realizada durante o Ecosol Fest a 4ª Feira da Agricultura Familiar de São Paulo. Cooperativas vão expor e comercializar verduras e hortaliças fresquinhas, direto da horta. Muitos empreendimentos familiares produzem alimentos no município de São Paulo, em especial no extremo sul da capital, e será oportunidade de perceber essa produção e o ecoturismo que lá se desenvolve, oferecendo muitas atividades interessantes a 40 km do centro da cidade. Produtos à base de Cambuci, como cachaça, geleias e doces, serão também comercializados por lá.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*