Economia, Notícias

DXC Technology anuncia a criação de 200 postos de trabalho em São Bernardo

Corsini detalha planos da companhia durante reunião com Morando. Foto: Gabriel Inamine/PMSBCA DXC Technology, pres­tadora de serviços na área de tecnologia da informa­ção (TI), vai abrir 200 postos de trabalho em sua sede, localizada no bairro Alves Dias, em São Bernardo. O aumento na demanda motivou a decisão.

A companhia anunciou o reforço no quadro de funcionários durante encontro com o prefeito Orlando Morando (PSDB), realizado na última terça-feira (30). Chefe do Paço e executivos da empresa discutiram ainda a possibilidade de melhorias no bairro Alves Dias.

Criada há pouco menos de dois meses, a DXC Technology é resultado da fusão da CSC com a área de serviços de TI da Hewlett Packard Enterprise (HPE). A empresa nasceu com receita global de US$ 25 bilhões anuais, cerca de 6 mil clientes em 70 países e aproximadamente 170 mil funcionários.

No Brasil, a DXC atende bancos, indústrias e empre­sas de telecomunicação e de energia, entre outros segmentos, em ambientes de missão crítica, como são chamadas as aplicações nas quais a paralisação ou perda de dados podem provocar transtornos financeiros e sociais.

“Estive pela primeira vez na empresa quando foi inaugurada, em 2006. Voltei após 11 anos e fiquei feliz ao observar que oferece serviços de grande valor agregado e paga bons salários. A DXC tem unidade em Barueri, mas preferiu investir em São Bernardo, porque também temos mão de obra qualificada e boa logística”, comentou Morando ontem, durante ceri­mônia de lançamento da Campanha do Agasalho 2017, no Teatro Lauro Gomes.

Melhorias

Durante a reunião com o staff da DXC, liderado pelo presidente Luciano Corsini, Morando ouviu solicitação de melhorias na estrutura e segurança do entorno da unidade. Uma das demandas da companhia é a conclusão da duplicação da Estrada Samuel Aizemberg, assim como sua ligação com o Parque dos Pássaros. Segundo a prefeitura, a intervenção deverá ser retomada em dezembro.

“Estamos auditando o contrato (de duplicação da avenida), o que deve terminar no final deste ano. Terminada a auditoria, vamos retomar a obra, que deve demorar de 24 a 28 meses para ser concluída”, explicou o prefeito.

Em contrapartida, Morando também articulou a adesão da DXC a projetos desenvolvidos pela administração, como o Emprego Cidadão, que busca reinserir os 496 moradores de rua da cidade no mercado de trabalho; e o programa Praça-Parque, baseado na revitalização de espaços verdes públicos em conjunto com a iniciativa privada. Ambos contam com apoio de importantes empresas presentes na cidade, como a Guima (focada em serviços de limpeza) e a Novemp (especializada em painéis e barramento blindados).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*