Editorias, Notícias, Política

Doria tem vitória inédita no 1º turno em S.Paulo

Na maior arrancada já registrada na cidade de São Paulo, o candidato do PSDB, João Doria, deixou quatro adversários para trás durante a campanha eleitoral e venceu a disputa pela prefeitura paulistana no primeiro turno, um feito inédito, com 53,3% dos votos válidos. Ou 3.085.187 do total de 6.945.741.

O empresário João Agripino da Costa Doria Junior, 58, conseguiu atrair o voto útil de eleitores antes identificados com os rivais Celso Russomanno (PRB) e Marta Suplicy (PMDB) e de insatisfeitos com a política, em especial com o PT. O tucano administrará um Orçamento de R$ 54,5 bilhões em 2017 e precisará atrair aliados para compor maioria na Câmara Municipal.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), obteve 16,7% dos votos válidos. O petista havia dito que deixaria a política para se dedicar ao cargo de professor da USP (Universidade de São Paulo), caso não fosse reeleito.

O resultado representa uma vitória política do governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), o fiador da campanha de Doria. O tucano elegeu na Capital paulista um aliado debutante em pleitos e saiu vitorioso em metade das 28 maiores cidades de São Paulo. Com isso, fortaleceu-se como possível candidato à presidência em 2018.

Festa

Em uma festa da vitória marcada pelo tom antipetista e por menções à possível candidatura de Alckmin à presidência, Doria fez um discurso em busca de conciliação tanto com seus críticos internos no PSDB quanto com os eleitos que não votaram nele. “Não se faz política com o fígado, mas com inteligência, com amor”, afirmou o prefeito tucano.

Doria cumprimentou os adversários. Disse que recebeu telefonemas de Marta, Russomanno e Haddad. O tucano mencionou outros dois oponentes derrotados, os deputados federais Luiza Erundina (PSOL) e Major Olímpio (SD). “Não foi fácil disputar campanha com candidatos tão bons e com históricos tão importantes”, disse.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*