Notícias, São Paulo

Doria flexibiliza uso de máscaras em ambientes abertos a partir do dia 11; Santo André decide manter obrigatoriedade

A utilização de máscara segue obrigatória em Santo André, inclusive em locais abertos, até pelo menos 31 de dezembro. Foto: Angelo Baima/PSA
A utilização de máscara segue obrigatória em Santo André, inclusive em locais abertos, até pelo menos 31 de dezembro. Foto: Angelo Baima/PSA

O governador João Doria anunciou, nesta quarta-feira (24), a flexibilização do uso de máscaras no estado de São Paulo em áreas abertas. A medida, que começa a valer a partir do dia 11 de dezembro, está amparada em orientação do Comitê Científico do Estado e em dados positivos de avanço da vacinação e do cenário epidemiológico. O uso das máscaras continua obrigatório em ambientes fechados e no transporte público.

Por meio de nota, na tarde desta quarta, a Prefeitura de Santo André informou que manterá o posicionamento definido em conjunto com os outros municípios da região no dia 8 de novembro, por meio do Consórcio Intermunicipal ABC, sobre obrigatoriedade do uso de máscaras. “A utilização de máscara segue obrigatória na cidade, inclusive em locais abertos, até pelo menos 31 de dezembro. As regras para uso do acessório após esta data ainda serão definidas, com base nos indicadores da pandemia”, destaca a nota.

O novo decreto que tratará da flexibilização do uso de máscaras deve ser editado e publicado no Diário Oficial do Estado nas próximas semanas. “Nas áreas internas e nas áreas de transporte público, inclusive nas estações, mesmo que a céu aberto, o uso de máscara continuará sendo obrigatório”, destacou o governador.

“Tomamos esta medida baseados em evidências científicas, que demonstram queda superior a 90% de internações em relação ao pico da pandemia, e a aceleração da vacinação no Estado que mais vacina no Brasil”, completou.

O Estado de São Paulo tem hoje 74,5% da população com esquema vacinal completo e deve ultrapassar, já nesta semana, a marca de 75%. São mais de 34,4 milhões de pessoas acima de 12 anos completamente imunizadas, ou seja, com duas doses do imunizante do Butantan/Coronavac, da Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech, além da dose única da Janssen. Se considerada apenas a população adulta, São Paulo tem hoje cerca de 93% das pessoas vacinadas.

Eventos

Um ponto analisado pelos especialistas para a tomada de decisão foi o impacto de 100% da capacidade de público em eventos culturais, esportivos e de lazer que está vigente em São Paulo desde o dia 1º de novembro. As análises não identificaram aumento no cenário epidemiológico nos últimos 20 dias, demonstrando que a vacinação e as medidas de proteção mantiveram o controle da pandemia.

“Devemos dar nos próximos dias um importante passo com relação a flexibilização do uso de máscaras, mas precisamos manter importantes cuidados e ter cautela, como a higienização das mãos e o uso da proteção facial em ambientes fechados e no transporte público. Além disso, é fundamental que quem ainda não tomou a segunda dose da vacina, retorne aos postos de saúde para se imunizar e termos assim uma população mais protegida”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*