Uncategorized

Doria defende ampla investigação; Covas diz que não há áudio de Serra pedindo dinheiro

O governador João Doria (PSDB), afirmou que apoia a operação Lava Jato e disse defender a ampla e irrestrita investigação dos fatos sempre que houver questionamentos envolvendo agentes e recursos públicos. Nesta sexta (3), a Polícia Federal realizou nova fase da operação Lava Jato e cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao senador e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB-SP).

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Doria afirmou: “A Justiça existe para avaliar, julgar e, apenas depois da decisão, é que nós poderemos nos manifestar plena e definitivamente”.

O atual governador evitou entrar em detalhes a res­peito da ação contra Serra.

BRUNO COVAS

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que os casos apresentados pelo Ministério Público contra o deputado federal e ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB-MG), e o senador e ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP), são “completamente distintos”.

“Não há nenhum áudio do senador José Serra pedindo dinheiro pra ninguém. Eu pelo menos não escutei. Então, são casos completamente distintos”, disse Covas durante en­trevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. “O caso do deputado Aécio Neves é bem diferente, porque há um áudio dele que até agora não foi explicado pedindo dinheiro ao dono da JBS”, afirmou.

“Para os dois casos, há o rigor da lei se houver qualquer tipo de problema constatado. Não é porque são companheiros de partido que vou passar a mão na cabeça de quem erra”, disse o prefeito de São Paulo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*