Política-ABC, Regional, Sua região

Doria assina ordem de serviço para início das obras do piscinão Jaboticabal

Doria assina ordem de serviço para  início das obras do piscinão Jaboticabal
Doria e Morando: “depois de dez anos de debates, piscinão sairá do papel”. Foto: Reprodução/Facebook

O governador João Doria (PSDB), em agenda com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), nesta segunda-feira (4), assinou ordem de serviço para início das obras do piscinão Jaboticabal, que será construído nas proximidades da Rodovia Anchieta, na confluência entre os ribeirões dos Couros e dos Meninos, na divisa entre São Paulo, São Bernardo e São Caetano.

Doria afirmou que foram mais de dez anos de debate. “Agora, (inicia) a execução. Será mais de R$ 300 mil o investimento no piscinão, ação conjunta do governo federal, do estado e cidades do ABC, notadamente, de São Bernardo”, destacou.

O governador afirmou que até o verão de 2021/2022 o problema das enchentes na região estará resolvido. “Serão dois anos de obras, 2 mil trabalhadores, mas finalmente ela saí do papel para ser realizada em benefício da população do ABC.”

Morando corroborou as declarações de Doria e afirmou que a construção do reservatório vai resolver, definitivamente, a questão das enchentes no ABC. “Esse assunto ficou muitos anos só no discurso, e o governador transformou em ação”, pontuou.

PROJETO REGIONAL

O piscinão Jaboticabal é apontado por estudo do Consórcio Intermunicipal ABC como a principal obra no combate às enchentes na região. Em 2016, o órgão intermunicipal contratou o Plano Regional de Macro e Microdrenagem do ABC, tendo entre seus objetivos o levantamento das medidas estruturais que devem ser implementadas para combater as enchentes, seguindo as diretrizes de impactos e benefícios regionais. Entre as 259 medidas estruturais propostas no plano, o Piscinão Jaboticabal destacou-se como a obra mais importante para o combate às enchentes na região.

De acordo com o estudo, a obra deve beneficiar cerca de 930 mil pessoas, considerando população e o fluxo de pessoas nas vias próximas. O custo total do equipamento está estimado pelo DAEE em R$ 315 milhões. O piscinão deve ocupar área de 154 mil metros quadrados e ter capacidade para absorver 900 mil metros cúbicos de água.

Após dez anos de debates, o projeto foi destravado em março, após fortes chuvas que atingiram a região. A contratação de crédito terá garantia da União e estará sob a responsa­bilidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

um comentário

  1. A construção do piscinão Jaboticabal irá ajudar a resolver o problema das enchentes que a tantos anos castigam a população dessa região. Investir em saneamento básico e infra estrutura é sempre a melhor solução.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*