Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diademenses criam startup voltada à formação continuada de professores

Pinheiro: “queremos mudar a visão da sociedade sobre o professor”. Foto: Divulgação
Pinheiro: “queremos mudar a visão da sociedade sobre o professor”. Foto: Divulgação

Os jovens diademenses Fernando Silva Pinheiro e Walther Elias Batista da Silva lançaram, em janeiro, startup voltada à formação continuada de professores. A Kampia tem como foco, além da capacitação, a valorização dos docentes e da educação.

Pinheiro, cuja mãe é professora, destacou que ao fazerem levantamento sobre as maiores dificuldades encontradas pelos docentes, verificaram que a continuidade na formação, principalmente com as demandas que a pandemia trouxe, era uma das principais.

“Pensamos, por que não criar um espaço em que os professores possam se atualizar com mais facilidade e preço acessível? Então, em 14 de janeiro lançamos oficialmente a Kampia, que hoje conta com 11 cursos focados em uma educação mais digital”, destacou.

Segundo Pinheiro, a plataforma oferece desenvolvi­mento profissional de alta qualidade, que ajuda o professor a levar uma educação inovadora para a sala de aula ou mesmo às aulas online.

A Kampia oferece, hoje, os cursos de Aprendizagem baseada em projetos; Google documentos; Seja um professor di­gital; Google planilhas; Google apresentações; Formulários digitais; Google sites; Produção de vídeos para professores; Itinerário de cultura digital; Realidade virtual e aumentada na educação; O fantástico mundo de Harry Potter para professores. “Hoje temos 11 cursos. Porém, estamos atualizando nosso repertório todos os meses”, pontuou.

Formado em publicidade e propaganda, Walther Elias Batista da Silva é sócio da Kampia. Foto: Divulgação
Formado em publicidade e propaganda, Walther Elias Batista da Silva é sócio da Kampia. Foto: Divulgação

Além dos cursos, a plataforma disponibiliza rodadas de bate-papo com especialistas de diversas áreas, campanhas voltadas à valorização dos professores, ações sociais, dentre outras atividades. “Queremos mudar a visão que a sociedade tem do professor e da educação. Buscamos mudar o que move a economia, deixando todos cientes da importância da profissão e, com isso, conseguir melhores profissionais nessa área, elevando o padrão da educação no Brasil.”

COMPETIÇÃO

Apesar do pouco tempo de atuação, a Kampia participou do Startup Weekend, competição financiada pelo Google, e ficou em segundo lugar. “Foi um marco importante para a gente. Pois era um evento focado para soluções em educação e, em meio várias startups, ficamos em segundo lugar”, afirmou.

Pinheiro destacou que um fato marcante para a empresa foi ter feito um crowdfunding (financiamento coletivo ou vaquinha online) para conseguir o investimento inicial e ter batido as metas projetadas. “Tudo com o apoio da comunidade e de amigos”, ressaltou.

Agora, os sócios estão analisando os feedbacks dos primeiros clientes, mas já estudam captar investimento para ampliar ainda mais a empresa. “Em nosso podcast (Pro além da Classe) nos comprometemos a conversar com 365 professores. O objetivo é entender as diferentes realidades da educação e inspirar outros educadores. Estamos apenas no começo de uma grande história”, afirmou Pinheiro.

Serviço – Quem quiser conhecer mais sobre a Kampia pode acessar www.facebook.com/kampiaeducacao ou o site www.kampia.com.br.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*