Diadema, Política-ABC, Sua região

Diadema vai lançar Parceria Público-Privada da iluminação no valor de R$ 45 milhões

Empresa que assumir o gerenciamento vai ficar responsável por trocar 21 mil pontos de luz. Foto: ArquivoA Prefeitura de Diadema lançará no próximo dia 24 chamamento público para empresas interessadas em participar da Parceria Publico-Privada (PPP) que vai revitalizar todo o sistema de iluminação pública da cidade, estimada em R$ 45 milhões. Segundo o prefeito, Lauro Michels (PV), existem hoje 21 mil pontos de luz no município. A empresa que assumir o gerenciamento vai ficar responsável por trocar todos eles por lâmpadas de LED, além de expandir os pontos.

“Temos situações hoje de regiões como o Eldorado, com 6 km² e 2.190 pontos de luz. No Centro, com 4 km², temos 2.900 pontos. Essas discrepâncias precisam ser equalizadas”, explicou o chefe do Executivo. Segundo a PPP, será responsabilidade da empresa trocar todos os pontos e expandir 2% a cada ano, por um prazo de quatro anos, aumentando em mais de 1,6 mil pontos de luz.

“Temos vários critérios, como economicidade, sustentabilidade,meio ambiente. É muito importante a questão de emissão de CO², porque a lâmpada de vapor de sódio (a grande maioria das que são utilizadas hoje na cidade) manda muito CO² pro meio ambiente e a lâmpada de LED manda 60% menos”, explicou o verde.

Além de melhorar e ampliar a iluminação, o investimento de R$ 45 milhões, que deve ser executado em quatro anos, também deve contemplar a construção de uma central de gerenciamento em tempo real. “Vamos ter controle de luminosidade, possibilitando diminuir ou aumentar a intensidade em determinados pontos, o que ocasiona economia de consumo”, detalhou Michels. “Também vamos poder ver, pela central, se existem lâmpadas que precisam ser trocadas”, completou.

Monitoramento

A central de monitoramento poderá agregar gerenciamento da sinalização semafórica e também imagens das câmeras de monitoramento do município. “A empresa também pode sublocar para serviços como internet e TV a cabo. Nesse caso, recursos podem ser repassados para administração municipal”, destacou o verde. O prazo de contrato da PPP é de 25 anos. Após 14 anos, as lâmpadas deverão ser novamente trocadas. “Depois do chamamento vamos realizar cinco audiências públicas, chamar todos os setores interessados, para concluir tudo ainda neste semestre”, finalizou o prefeito.

O valor da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que é cobrado na conta de luz dos consumidores, será repassado a fundo garantidor para pagar a empresa. “Limitamos esse valor a R$ 1,2 milhão ao mês, que é o que arrecadamos atualmente. É esse valor que a empresa vai receber durante a vigência do contrato”, detalhou o secretário de Serviços e Obras, José Marcelo Marques.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*