Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diadema terá complexo psiquiátrico; licitação sai este mês, afirma Michels

Lauro Michels: “a licitação deve ser aberta até 20 de março”. Foto: Eberly LaurindoDiadema conseguiu, junto ao Ministério da Saúde, recursos para construção de um complexo psiquiátrico, que vai reunir três unidades do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS): Álcool e Drogas (Caps AD), Infantil e Adulto. O município será o primeiro do ABC a contar com um complexo dessa natureza. A inscrição no programa foi feito entre 2013 e 2014, e os equipamentos serão construídos em um terreno na esquina da avenida Alda com a rua Manoel da Nóbrega, no Parque Sete de Setembro. Os investimentos federais e de contrapartida municipal somam R$ 7,5 milhões.

O local onde será construído o equipamento é uma área que há muitos anos está desocupada. O terreno é grafado e só poderia ser destinado para construção de algum equipamento de saúde. “O projeto já foi aprovado pelo Ministério da Saúde e pela Caixa Econômica Federal (CEF) e a licitação deve estar sendo aberta até 15 ou 20 de março”, afirmou o prefeito Lauro Michels (PV), em entrevista exclusiva para o Diário Regional.

Apesar de estarem localizados no mesmo endereço, os três equipamentos terão entradas e serviços independentes, sendo que o Caps AD e o Caps Adulto funcionarão 24 horas. A capacidade de atendimento será de 60 pacientes, com leitos para internação noturna e funcionamento em regime de hospital dia. A previsão é que as obras tenham início no segundo semestre deste ano.

Pronto atendimento

O prefeito de Diadema afirmou, também, que o projeto executivo do Pronto Atendimento Infantil (PAI), que será instalado no bairro Nações, está sendo finalizado e a licitação também deve ser aberta em breve. O equipamento, que vai realizar atendimentos de baixa complexidade, tem custo estimado em torno de R$ 5 milhões, dos quais R$ 2 milhões já estão garantidos por meio de emenda parlamentar do deputado federal Alex Manente (PPS). A administração chegou a anunciar que as obras teriam início em 2015, mas os prazos não se confirmaram.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*