Economia, Notícias

Diadema recebe Seminário Estadual de Economia Solidária

Seminário visa fomentar atividades de economia solidária. Foto: Divulgação/PMDDiadema receberá na terça e quarta-feira (dias 8 e 9) o 1º Seminário Estadual de Economia Solidária. O evento, que acontece na Faculdade Diadema (FAD), tem como objetivo fortalecer e ampliar o diálogo entre representantes públicos, para que a economia solidária no Brasil seja cada vez mais sustentável e inclusiva. O seminário é uma realização da Prefeitura de Diadema e Ministério do Trabalho, via Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes), e conta com o apoio da Câmara.

Sob o tema “Balanço, Perspectivas e Desafios para as Políticas Públicas de Fomento à Economia Solidária no Estado de São Paulo”, o evento reunirá dirigentes de organizações de economia solidária de várias cidades paulistas, secretários municipais de desenvolvimento econômico, deputados estaduais, entre outros.

Durante o seminário serão realizados painéis temáticos, mostra de empreendimentos solidários, palestras, oficinas e relatos de experiências de cooperativismo como os trabalhos desenvolvidos pela Uniforja em Diadema, Cooperativa Sete Barras no Vale do Ribeira, Rede Coopercop e Coopcent ABC.

Alunos da rede pública de seis escolas de Diadema vão participar das oficinas e o grupo Matéria Rima, que tem um trabalho educativo nas instituições de ensino municipais, também fará apresentações.

Na abertura do evento, dia 8, a partir das 9h30, várias autoridades vão estar presentes. Representantes nacionais virão a Diadema, dentre os quais dirigentes da Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES); Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo (SERT) e Edinho Silva, prefeito de Araraquara e vice-presidente de Economia Solidária do Fórum Nacional de Prefeitos (FNP).

Para Laercio Soares, secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de Diadema, o seminário é um momento de troca de experiências mas também de discussão e encaminhamentos que garantam a ampliação da economia solidária no país. “Nessa crise política e econômica que vive o Brasil, é fundamental fortalecemos as ações da economia solidária para que os grupos já existentes continuem e outros possam ser criados. A economia solidária é uma importante geradora de trabalho e renda e sua expansão ajuda a diminuir situações de vulnerabilidade e de risco social”, afirmou.

Carta compromisso

No final do seminário, serão aprovadas ações que visam ampliar e fortalecer as atividades de economia solidária no Estado de São Paulo. Ente elas, uma carta compromisso; regulamentação da lei que criou o Programa Estadual de Fomento à Economia Popular Solidária, e o agendamento de audiência com o Ministério do Trabalho.

Serviço – 1º Seminário Estadual de Economia Solidária. Dias 8 e 9. Local – FAD Diadema, avenida Alda, 831, Centro, Diadema.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*