Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diadema recebe 1º Seminário Estadual de Economia Solidária

Foto: Thiago Benedetti/ PMD

Nesta terça e quarta-feira (dias 8 e 9) Diadema recebeu o 1º Seminário Estadual de Economia Solidária. O evento, realizado na Faculdade de Diadema, teve como tema “Balanço, Perspectivas e Desafios para as Políticas Públicas de Fomento à Economia Solidária no Estado de São Paulo”, e objetivou o fortalecimento e ampliação do diálogo entre representantes públicos, para que a economia solidária no Brasil seja cada vez mais sustentável e inclusiva.  Participaram da abertura o prefeito Lauro Michels (PV), vereadores, secretários municipais e representantes de outros municípios.

Diadema é uma cidade que tem  trabalho reconhecido na área do empreendedorismo solidário. Atualmente, por meio do programa Casa da Economia Solidária, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, o município atende a 12 grupos de economia popular, garantindo trabalho e geração de renda para cerca de 1.700 moradores. Além disso, outros 7.000 munícipes buscam na economia compartilhada o seu sustento. Esses grupos são assessorados pela IPEPS e realizam trabalho solidário na área de alimentação, costura, artesanato, recicláveis e cultura.

“O nosso país está com 14 milhões de desempregados, então a economia solidária passa a ser uma alternativa para essas pessoas. Por isso, precisamos transformá-la em política pública e regulamentar o trabalho dos catadores de materiais recicláveis”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Laercio Soares.

Foram realizados, durante o evento, painéis temáticos, mostra de empreendimentos solidários, palestras, oficinas e relatos de experiências de cooperativismo. Algumas dessas experiências são os trabalhos desenvolvidos pela Uniforja em Diadema, Cooperativa Sete Barras no Vale do Ribeira, Rede Coopercop e Coopcent ABC.

Encerramento

No final do seminário, que ocorreu ontem (9), foram aprovadas algumas ações que visam ampliar e fortalecer as atividades de economia solidária no Estado de São Paulo. Entre elas, uma carta compromisso, agendamento junto ao governador do Estado para regulamentação da Lei 14.651/2011, que criou o Programa Estadual de Fomento à Economia Popular Solidária no Estado de São Paulo, e agendamento de uma audiência junto ao Ministério do Trabalho para viabilizar apoio à economia solidária em todo o Brasil.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*