Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diadema quer agilidade da Enel em pagar prejuízos e reparar fiação

Prefeita em exercício, Patty Ferreira, afirmou que a Enel se comprometeu a fazer o ressarcimento a todas as pessoas prejudicadas por meio de desconto na conta de energia

Por meio do Consórcio Intermunicipal, Prefeitura também quer da empresa plano de enfrentamento dos estragos provocados pelo eventos climáticos. Foto: Dino Santos/PMD
Por meio do Consórcio Intermunicipal, Prefeitura também quer da empresa plano de enfrentamento dos estragos provocados pelo eventos climáticos. Foto: Dino Santos/PMD

A Prefeitura de Diadema está acompanhando de perto o desenrolar das cobranças que o Consórcio Intermunicipal da região faz junto a Enel no sentido de garantir aos moradores o ressarcimento dos danos causados pela falta de energia, e de a empresa ter efetivamente um plano de contingência para evitar demora na recuperação dos estragos causados pelas tempestades.

Depois de participar na segunda-feira (27) de encontro do Consórcio que tratou do assunto, a prefeita em exercício, Patty Ferreira, disse que a Enel se comprometeu a fazer o ressarcimento a todas as pessoas prejudicadas por meio de desconto na conta de energia. “Vamos acompanhar de perto para que ninguém fique sem a sua indenização para compensar os danos causados”, afirmou.

Patty destacou que a Enel respondeu as cobranças feitas pelo Consórcio dentro do prazo estipulado, e que agora as Prefeituras estão monitorando as respostas. “Essa demanda nasceu a partir da articulação das unidades do Procon da região. Vamos ver se o que a empresa fala é verdade, se realmente ela tem equipe suficiente para podar árvores e fazer o religamento da energia em curto espaço de tempo.”

A prefeita em exercício argumentou que não é permitido a uma prestadora de serviço essencial falhar dessa forma com seus consumidores. Ela comentou que esses eventos climáticos tendem a acontecer cada vez mais e a Enel tem de estar preparada para dar respostas rápidas a possíveis problemas. “Mas isso não se consegue com equipe subdimensionada, que parece ter sido a causa de toda essa demora de dias para a recomposição da fiação elétrica”, destacou.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*