Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diadema lança Plano de Mobilidade Urbana

Projeto tem como objetivo atualizar a funcionalidade do sistema viário, além de propiciar espaços seguros para a caminhabilidade. Foto: Angelica Richter
Projeto tem como objetivo atualizar a funcionalidade do sistema viário, além de propiciar espaços seguros para a caminhabilidade. Foto: Angelica Richter

A Prefeitura de Diadema lançará, na próxima segunda-feira (7), o Plano de Mobilidade Urbana, em live que contará com o prefeito José de Filippi e a coordenadora do GT Mobilidade Urbana do Consórcio ABC, Andrea Azevedo Brisida, entre ou­tras autoridades.
Segundo a prefeitura, o plano tem como objetivo atualizar a funcionalidade do sistema viário; aprimorar o sistema de transporte coletivo, integrar os sistemas municipal e metropolitano; aprimorar os meios de monitoramento e controle; propiciar espaços seguros para a caminhabilidade e a mobilidade por bicicletas, além de qualificar a oferta de serviços.

“O Plano de Mobilidade Urbana é fundamental. Vai preencher a falta de dados que temos sobre a cidade e apontar aquilo que precisa ser feito em médio e longo prazos. O transporte público coletivo e o de cargas estão integrados à ma­lha viária do sistema metropolitano e precisam de soluções regionais”, disse o secretário de Transportes, José Evaldo.

O Plano de Mobilidade também vai definir as ações necessárias para garantir espaços seguros à mobilidade por bicicleta e a pé. “Vamos abrir um canal de consulta popular para ouvir os moradores da cidade”, destacou o secretário.
A prefeitura informou que a sistematização das demandas será feita ao final das oficinas temáticas e ao final da consulta popular que terá início na segunda feira, para então adotar ações e intervenções macro, e também buscar financiamento.

PLANO OUSADO

O presidente da Câmara, vereador Josa Queiroz, afirmou que é o Plano de Mobilidade que será apresentado é extremante ousado. “Fizemos algumas reuniões prelimi­nares para conhecer o projeto. Nunca tivemos nada parecido, porque de fato pensa mobilidade de maneira articulada. Então, está se pensando no transporte de toda natureza, de veículos, coletivo, moto, bicicleta e a pé, com ações articuladas.”

Segundo Josa, outro eixo do Plano é a questão da mobi­lidade dentro da malha urbana da cidade. Para o vereador, em Diadema está quase impraticável se deslocar, principalmente, dentro dos corredores e das áreas centrais. “Além disso, dentro do plano está se buscando alternativas para criação de ciclofaixas, como forma de se ter nova modalidade de transporte. Principalmente, o plano dialoga com a perspectiva de qual será o crescimento da cidade nos próximos anos”, afirmou.

Josa destacou que os novos empreendimentos imobiliários que estão vindo para a cidade impactam, entre ou­tros setores, na mobilidade. “Você não traz um empreendimento desse apenas coma a família. Você traz com o carro e a motocicleta junto. Então, tem de se pensar nisso.”

Outra discussão que o plano traz, segundo o vereador, é questão da democratização dos espaços urbanos por meio de estacionamentos. “Outro eixo do plano são os corredores estratégicos para o transporte público. Precisa ter um diálogo com o transporte intermunicipal também. É importante pensar como a cidade pode ter corredores na Antonio Silva Cunha Bueno, na Casa Grande, na avenida Eldorado, na Ulysses Guimarães e em toda a extensão da Antonio Piranga. Não só em um trecho dela”, afirmou.

Outra questão destacada pelo Plano, segundo Josa, é a mobilidade no centro de bairros. “Diadema tem hoje o Serraria gigantesco, Inamar, Ca­nhema, Dom João VI, avenida Brasília. Ou seja, cinco ou seis grandes centros de bairro que precisam ser repensados na lógica de mobilidade.”

Josa ressaltou que, pela primeira vez, os vereadores se depararam com uma proposta que tem fundamentação técnica e estudo técnico, além do que, sinaliza para a viabilidade da busca de recursos e de ações articuladas que, de fato, vão fazer o enfrentamento do problema.

“Até agora, a mobilidade de Diadema foi tratada com a política de puxadinho, que não leva em consideração uma leitura de como uma ação será articulada de maneira macro. Nesse sentido, eu vejo esse plano como uma verdadeira inovação no processo de enfrentar os problemas da cidade de maneira responsável”, afirmou.

um comentário

  1. Vejo esse plano de suma importância na vida diária do nosso povo de Diadema, parabéns à PMDiadema e à CMDiadema. Abs

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*