Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diadema aumenta em mais de 57% as vagas para pessoas em situação de rua

Diadema aumenta em mais de 57% o número de vagas para pessoas em situação de rua durante pandemia e inverno
Equipamentos contam com atendimento 24h e prevêm permanência por 14 dias para cada pessoa, alimentação, dormitório e entretenimento.Foto: Divulgação/PMD

A Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC), realiza pelo quarto ano seguido Operação Inverno, com o objetivo de potencializar ações voltadas às pessoas em situação de rua durante o período mais frio.

“Este ano, com a implementação do Centro de Acolhida Emergencial, a expectativa é ampliar o atendimento integral, preservando a população em situação de rua das baixas temperaturas e do risco de contágio do novo coronavírus. Para tanto, o Serviço de Abordagem Social intensificou as intervenções para aumentar o alcance a essa população”, explicou o secretário de Assistência Social e Cidadania, José Luiz Rizzo.
Em virtude da pandemia, a SASC estabeleceu contrato emergencial para criação de duas unidades de Centro de Aco­lhida, ampliando em 57% o número de vagas para pessoas em situação de rua.
Os equipamentos, que juntos ofertam 40 vagas, contam com atendimento 24h e prevêm permanência por 14 dias para cada pessoa, alimentação, dormitório e entretenimento.
A empresa executora do serviço é a Associação Brasileira de Ação Social Cristã (ABASC) e o encaminhamento deve ser feito pelo Centro Pop ou pela Saúde para os casos de suspeita ou confirmação de Covid-19.
Além disso, a prefeitura  mantém convênio com duas organizações da sociedade civil para a oferta, durante o ano todo, de 70 vagas em acolhimento noturno, sendo que a inserção é realizada após refe­renciamento e encami­nha­mento do Centro Pop.
ATENDIMENTO
O Centro Pop oferece apoio por meio de ações que vão desde a oferta de banho, uso do guarda volume, realização de ligações telefônicas (que contribui para quem está em busca de trabalho ou de retomada de vínculos com a família) até articulações mais complexas, como a busca de albergues, atendimentos na área de saúde e ou­tros serviços nos quais a população em situação de rua se sinta acolhida.
Serviço –  Centro POP, Avenida Alda, 465 – Centro. Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*