Esportes, Futebol, Libertadores

Desvantajosa, Vila recebe Santos e Sporting Cristal

Técnico Dorival Júnior prefere atuar na Baixada. Foto: Ivan Storti/Santos FCO Santos havia reservado o Pacaembu para a partida de hoje (23) contra o Sporting Cristal-PER, às 21h45, pela Libertadores. Porém, vai jogar na Vila Belmiro, onde o clube arrecada menos do que quando atua na Capital.

“O lucro é o mesmo. Não faz diferença”, disse o presidente Modesto Roma Júnior, sobre os dois estádios.

Não é. Levantamento sobre os jogos do Santos nos dois locais durante Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Brasileiro mostra que o clube deixa de ganhar ao não usar mais o Pacaembu e chega a ter prejuízo em casa.

Em oito jogos na Vila nos torneios nacionais em 2017, o clube teve renda líquida (venda de ingressos subtraída de impostos, taxas e gastos operacionais) de R$ 747,2 mil.

Em apenas uma partida no Pacaembu, contra a Ponte Preta, pelas quartas de final do Paulista, a renda líquida foi R$ 868,5 mil.

Os números poderiam ficar ainda mais desvantajosos para a Vila Belmiro se fossem computados os jogos de Libertadores. Contra The Strongest-BOL, em 16 de março, 13.132 pagantes geraram a renda bruta de R$ 381.290.

Em 4 de maio, a equipe enfrentou o Santa Fe no Pacaembu. No total 26.153 pessoas pagaram ingresso e a renda foi de R$ 1.142.620.

A Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) não divulgou o boletim financeiro dos confrontos para que fossem comparadas as rendas líquidas. A reportagem pediu os dados para a entidade, mas não recebeu resposta até a publicação deste texto.

“O que a gente precisa lembrar é que, no Pacaembu, pagamos aluguel. Na Vila, não”, explica o presidente.

Para usar o estádio da Prefeitura de São Paulo contra a Ponte Preta e Santa Fe-COL, o Santos desembolsou R$ 96.030 em cada partida. Na Vila, porém, já aconteceram jogos em que as vendas não cobriram os custos. Contra o Novorizontino, em 29 de março, segundo o borderô, o Santos ficou com prejuízo de R$ 25.183,18.

Apesar da questão financeira, os jogadores preferem jogar na Vila Belmiro. O argumento é que conhecem melhor o campo e há a “pressão da torcida”, como já afirmou o lateral Zeca.

Dorival Júnior também é favorável ao estádio da Baixada sempre que possível. Era assim na sua primeira passagem pelo alvinegro, em 2010.

Classificado, o Santos termina o Grupo 2 na liderança se vencer o Sporting Cristal, o que daria a vantagem de decidir em casa nas oitavas de final.

 

SANTOS x SPORTING CRISTAL

Ár­bitro: José Méndez (PAR). Estádio: Vila Belmiro, em Santos, às 21h45 (Sportv).

SANTOS

Viana; Revoredo, Garcés, Luis Abram e Céspedes; Aquino, Carlos Lobatón, Calcaterra e Rojas; Ávila e Cristian Ortiz. Técnico: José Del Solar.

SPORTING CRISTAL

Viana; Revoredo, Garcés, Luis Abram e Céspedes; Aquino, Carlos Lobatón, Calcaterra e Rojas; Ávila e Cristian Ortiz. Técnico: José Del Solar.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*