Política-ABC, Regional, Sua região

Deputado Luiz Fernando entra com representação criminal contra Doria por volta às aulas presenciais

O deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), com base política no ABC,  entrou nesta quinta-feira (28)  com  representação criminal no Ministério Público do Estado de São Paulo contra o governador João Doria (PSDB). A ação é por conta da  decisão do retorno presencial às aulas no dia 8 de fevereiro.

“Lamentavelmente, o governo do Estado de São Paulo, em meio à preocupação de marketing pessoal do governador, tem cedido às pressões econômicas e políticas, sem se importar com as centenas de mortes diárias causadas pela pandemia da covid-19: 52 mil pessoas já perderam a vida no nosso estado e 220 mil no país”, afirma o  parlamentar.

O deputado reitera que desde o ano passado as crianças e adolescentes não vêm tendo aulas, posto que nem os alunos e nem os professores estão dotados de equipamentos com acesso à internet.

Luiz Fernando propôs o Projeto de Lei 436/2020, que autoriza a distribuição de notebooks com acesso à internet aos professores e alunos da rede pública, para que o ensino não seja prejudicado em meio à pandemia. “Em mais uma atitude omissa e errática, o governador João Doria não tem demonstrado o mínimo interesse na tramitação deste projeto na Assembleia Legislativa de São Paulo, mesmo com nosso pedido de urgência”, destaca o deputado.

Segundo Luiz Fernando,  enquanto os estudantes continuam com o ensino prejudicado, já que não possuem nem equipamentos e, tampouco, conexão à internet de qualidade, Doria tem se esforçado apenas em brigar publicamente com o presidente Jair Bolsonaro para definir quem é o pai da vacina.

O deputado tem repetidamente se posicionado  contrário ao retorno presencial às aulas por conta da exposição dos alunos e seus familiares, professores e funcionários da educação, antes da imunização. “Sem dúvida alguma essa medida irresponsável de Doria vai acarretar em mais contaminações e mortes”, afirma.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*