Arte & Lazer, Literatura

Declaração de amor ao futebol de Diadema

Historiador Irio Marega lança em livro extenso levantamento sobre a várzea da cidade

Marega: “Esse livro é a realização de um sonho e uma provocação, uma forma de valorizar nossa raiz". Foto: Cedida por Anderson Amaral
Marega: “Esse livro é a realização de um sonho e uma provocação, uma forma de valorizar nossa raiz”. Foto: Cedida por Anderson Amaral

O Democrático Atlético Clube recebeu a comunidade do esporte de Diadema no último sábado (14) para o lançamento do livro “93 Anos de História do Futebol em Diadema”, escrito pelo historiador Irio Marega, 66 anos. A obra, publicada pela Scortecci Editora, demandou décadas de pesquisa e traz extenso levantamento sobre a várzea da cidade.

Ao chegar ao salão social do Democrático, localizado no bairro Piraporinha, familiares, amigos, jogadores e dirigentes de clubes logo entravam na fila para ganhar a dedicatória e o autógrafo de Irio Marega em seus exemplares. Emocionado e com sorriso no rosto, o autor retribuía o carinho de todos com abraços e poses para fotos.

Ao fundo, um mural reunia cópias de algumas das muitas reportagens – boa parte delas publicada pelo Diário Regional – que o historiador consultou nos mais de 40 anos de pesquisas e que serviram de fonte de informação para a obra.

Declaração de amor ao futebol de Diadema“Esse livro é a realização de um sonho e uma provocação, uma forma de valorizar nossa raiz e homenagear esportistas anônimos que fizeram a história de Diadema – a maioria ainda vivos, felizmente. Documentar essa história é um privilégio”, disse Marega, durante o evento.

O historiador também destacou a importância do esporte amador como instrumento de cidadania em uma cidade que já foi considerada a mais violenta do país. “Vocês são agentes de transformação. Quantas mortes o esporte evitou? Diadema deve muito a vocês.”

A esposa, Maria da Cruz Batista, acompanhou Marega na tarde de autógrafos. A socióloga aposentada foi a principal incentivadora da publicação do livro e ajudou na área de informática. “Houve momentos em que o Irio pensou em desistir, até em queimar o material, mas eu disse: ‘Não, porque são 42 anos de trabalho árduo. Vamos dar um jeito’. Felizmente deu certo.”

 

ALMANAQUE

Em seu trabalho, Irio Marega cobre o período de 1929 – ano de fundação do Esporte Clube Vila Conceição, atual Associação Atlética Dia­dema – até as competições atu­ais. O historiador e ex-mecânico de manutenção do Metrô descobriu a existência de 1.386 equipes, das quais 403 passaram pela Liga de Futebol Amador da cidade, formalmente constituída em 1972.

O levantamento contempla um universo de 901 campeonatos oficiais e não oficiais, com 27.477 jogos disputados e 85.551 gols anotados. Há rankings de campeões por bairros e regiões, dados sobre equipes e jogadores, escudos, galeria de fotos de presidentes da Liga e de campeões, histórico de subvenções da prefeitura para custeio de campeonatos, entre outras informações.

Primeiro time de futebol da cidade, a Associação Atlética Dia­dema ga­­nhou capítulo especial, que narra a ascensão e queda da agremiação. “Esse livro tem grande importância por mostrar a trajetória de pessoas que construíram o esporte da cidade”, comentou o emancipador Paulo Leite – que, durante 12 anos, atuou como jogador, técnico e diretor da AAD. Leite comandou o time no título da Copa Emancipação de 1963 e, mais tarde, foi um dos fundadores da Liga.

O memorialista Walter Adão Carreiro também comemorou o lançamento do livro. “Para nós, que lutamos pela preservação da história de Diadema, este livro é motivo de muita alegria. Irio fez um trabalho extraordinário, é um apaixonado pelo futebol amador.”

Texto cedido por Anderson Amaral

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*