Esportes, Futebol, Paulistão

De volta ao Corinthians, Emerson Sheik cita Tite e diz que dará resposta em campo

Sheik: “Em seis meses muita coisa pode acontecer”/Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians
Sheik: “Em seis meses muita coisa pode acontecer”/Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

SÃO PAULO – A terceira passagem de Emerson Sheik pelo Corinthians teve início, formalmente, ontem (19). Em entrevista coletiva, o jogador de 39 anos ressaltou que tem gratidão pelo clube, citou o técnico Tite e garantiu que, em meio à desconfiança, dará a resposta em campo.
“Eu é que tenho gratidão pelo Corinthians, vou passar o resto da minha vida sem poder pagar. Aprendi com um cara que se chama Adenor (Leonardo Bachi, o Tite) que futebol se joga dentro do campo, a gente prova dentro do campo. Surgiram muitas histórias, mas voltei a treinar e daqui a pouco estarei jogando”, disse Emerson.
O jogador afirmou também que não acertou com o Corinthians com a ideia de se aposentar. O vínculo firmado com o clube é curto e se encerra no final de junho, antes dos mata-matas da Libertadores.
“Venho para contrato de seis meses, mas a ideia é não ter aposentadoria em seis meses. Em 180 dias muita coisa pode acontecer. Não tem nada a ver com aposentadoria. Vim para jogar. Depois desse período vejo o que vou fazer no futuro”, frisou.
“Nesses seis meses vou fazer tudo de melhor, no mínimo como forma de agradecimento. Com certeza não quero apagar em seis meses o que fiz em anos”, completou o veterano, que conquistou cinco títulos no Corinthians.
Mudança
O Corinthians terá apenas uma mudança em relação à equipe que foi derrotada pela Ponte Preta, na estreia do Paulista. No penúltimo treino antes do duelo com o São Caetano, Juninho Capixaba atuou na vaga de Guilherme Romão na lateral esquerda.
O restante do time foi mantido pelo técnico Fábio Carille, que voltou a apostar no 4-1-4-1.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*