Brasileirão, Esportes

De volta à Série D após oito anos, Santo André estreia contra o Bangu

De volta à Série D após oito anos, Santo André estreia contra o Bangu
Elenco fez nesta sexta-feira o último trabalho no CT Carlos Castilho, do Fluminense. Foto: Divulgação/ECSA

Oito anos após disputar a Série D pela última vez, o Santo André está de volta à quarta divisão do Campeonato Brasileiro. O time do ABC estreia neste sábado (5), às 15h, contra o Bangu em Moça Bonita, no Rio de Janeiro.

O Ramalhão está no Grupo 7 e terá como adversários os paulistas São Bento, Portuguesa e Inter de Limeira, o paranaense Cianorte e os fluminenses Bangu, Madureira e Boavista. Os quatro primeiros colocados da chave avançarão aos mata-matas.

Em 2013, o Santo André avançou em um grupo que tinha Juventude, Marcílio Dias-SC, Penapolense e Villa Nova-MG, mas foi eliminado nas oitavas de final pelo Metropolitano-SC.

O torcedor verá na Série D um time muito diferente daquele que foi eliminado pelo Ituano na primeira rodada do Troféu do Interior – a começar pelo treinador, já que Wilson Júnior (ex-São Caetano) assumiu o comando da equipe. Titulares durante o Campeonato Paulista, como Fernando Henrique, Vitinho Schimith, Gegê e Fernandinho, deixaram o clube.

Em contrapartida, chegaram o lateral-direito Elias (ex-Sport), os zagueiros Leozão (ex-Salgueiro-PE) e Léo Gobo (ex-Velo Clube), o volante Gledson (ex-Atibaia), os meias Pedrinho (ex-Novo Hamburgo-RS) e Bruno Luiz (ex-Juventus), os atacantes Hayllan (ex-Princesa de Solimões-AM), David Ribeiro (ex-Ludogorets, da Bulgária) e Nunes (ex-Gama).

Revelado pelo próprio Ramalhão, o veterano Nunes, de 39 anos, é o mais conhecido entre os recém-contratados da torcida andreense. Campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2003, o jogador volta sete anos depois de sua ultima passagem pelo clube, na campanha da Série A2 de 2014, quando foi o artilheiro da competição.

Wilson Júnior disputará a Série D como técnico pela segunda vez na carreira. No comando do São Bernardo FC em 2017, o treinador chegou à terceira fase, mas acabou eliminado nos pênaltis pelo São José-RS.

Sob o comando de Wilson Júnior, o elenco fez nesta sexta-feira o último trabalho no CT Carlos Castilho, do Fluminense.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*