Uncategorized

De olho em 2018, Marcos Michels se encontra com vereador de Guarulhos

Zampronio é pré-candidato a deputado federal e Michels a estadual. Foto: Divulgação/Câmara de DiademaO presidente da Câmara de Diadema e pré-candidato a deputado estadual, Marcos Michels (PSB), recebeu ontem (18) o correligionário e vereador de Guarulhos, Rafa Zampronio. Os parlamentares se conheceram durante o Congresso do PSB realizado no último sábado (16) e discutiram o fortalecimento da legenda no Estado, abordaram também uma possível dobradinha para a eleição de 2018.

Vereador de primeiro mandato e o parlamentar mais jovem entre os eleitos, Zampronio é pré-candidato a deputado federal. “Tudo é uma construção. Política é um namoro à moda antiga. Acredito que o Marcos tem tudo para ser o deputado estadual do nosso partido e pode sim sair um apoio”, declarou. “Não temos na cidade ninguém que vá disputar pelo partido o cargo de deputado estadual. Tem uma vontade política minha de sair para federal, já externamos isso para o partido, é um sonho e a intenção é angariar apoio de deputados estaduais em Guarulhos e especialmente fora”, completou.

Marcos Michels cumpre seu segundo mandato, mas durante praticamente todo o primeiro foi secretário de Educação. Rafa Zampronio teve 4.176 votos e não vê problemas em lançar-se candidato a deputado federal ainda na metade de seu primeiro mandato.

“Estou muito tranquilo quanto a isso, porque quando me lancei candidato a vereador, tinha pouco menos de 20 mil seguidores. Depois de oito meses de mandato, já são quase 90 mil seguidores, isso quer dizer que quem votou em mim continua me acompanhando, mas a responsabilidade cresceu”, justificou. “É uma questão de trabalho e em oito meses você pode mostrar um trabalho diferenciado do que um vereador que ficou quatro, cinco mandatos”, completou.

Durante o congresso realizado no sábado, o vice-governador de São Paulo e presidente estadual do PSB, Márcio França, reafirmou que vai disputar o Palácio dos Bandeirantes. O evento contou com a presença do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). França recebeu o compromisso do PSDB, em 2014, de que teria o apoio dos tucanos, mas dirigentes estaduais, como o presidente Pedro Tobias, já afirmaram que a legenda não abre mão de ter candidato próprio.

Uma candidatura própria do PSB ao governo do Estado fortalece os nomes de Michels e de Zampronio (o prefeito de Guarulhos, Gustavo Costa, o Guti, também é do PSB), e os parlamentares evitaram comentar o imbróglio com o PSDB. “Vou adotar a fala do Márcio (França): em festa de tucano, pomba não pia. Em festa de pomba, tucano não abre o bico”, afirmou Michels. Em Diadema, o candidato do PSB a deputado federal é o vereador e líder de governo, Celio Lucas de Almeida, o Celio Boi.

Municípios

A visita do vereador de Guarulhos a Marcos Michels  serviu também para que discutissem experiências que podem ser replicadas nas duas cidades. Há cerca de um mês, os prefeitos de Diadema, Lauro Michels (PV), e de Guarulhos, Guti (PSB), estiveram juntos em jantar promovido pelo deputado federal Alex Manente (PPS).

“O Guti já conversou com o Lauro sobre o convênio que mantemos com o Sesi, também sobre o sucesso da atuação do grupo Matéria Rima. Essas coisas podem ser replicadas para o bem das cidades”, destacou Michels. Filho de uma professora e de um bombeiro, o vereador de Guarulhos têm ido às escolas da cidade para falar sobre política com os alunos do 6º ano ao 3º ano do ensino médio. “Tenho tentado mostrar que nem todo político é igual. Da nossa juventude certamente pode surgir uma nova verea­dora, um novo vereador”, citou o parlamentar.

Por sua vez, Michels destacou que entregou abaixo-assinado para o secretário de Estado de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, solicitando a criação da 4ª Cia de Polícia Militar, bem como aumento no efetivo da Polícia Civil e da PM. “Acredito que assim como em Guarulhos, a segurança é uma das questões importantes de Diadema e entendemos que essa iniciativa, de mandar um abaixo assinado, com 30 mil assinaturas, vai ter mais peso do que um requerimento”, pontuou.

Marcos Michels relatou que o prazo para uma manifestação oficial da SSP é de ao menos 30 dias. “Vamos aguardar esse prazo. Sentimos que o secretário ficou sensibilizado com o nosso pedido. Se nesse meio tempo não houver nenhuma sinalização por parte do governo do Estado, vamos marcar outra agenda”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*