Esportes, Futebol

Cuca ouve apelos para permanecer no Palmeiras

Cuca: “gostaria de observar em primeira pessoa o trabalho dos italianos”. Foto: Cesar Greco/Agência PalmeirasCom o título do Campeonato Brasileiro praticamente assegurado, os torcedores do Palmeiras têm agora outra preocupação: o contrato de Cuca está no final, e não há definição sobre sua permanência em 2017.

O treinador concedeu entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport e falou sobre seus planos de estudar na Europa. Suas frases reforçaram o temor de que o clube terá de procurar novo treinador.

“É um dos meus projetos de 2017. Quero fazer uma viagem à Europa e aprender com os melhores técnicos. Queria ter feito isso quando saí da China, mas não tive tempo”, disse Cuca, citando um profissional que espera acompanhar de perto.

“Segui o (Maurizio) Sarri, que fez grande trabalho no Empoli e, em seguida, no Napoli. Gostaria de observar em primeira pessoa o trabalho dos técnicos”, acrescentou.

Empolgada com a ótima campanha do Palmeiras, a torcida espera que o técnico mude de ideia. Está marcada para sábado (26), véspera do jogo contra a Chapecoense, uma manifestação no clube para apoiar o elenco e pedir a permanência de Cuca.

A campanha foi iniciada pela organizada Mancha Alviverde e rapidamente se espalhou na internet. “Fica, Cuca” é uma expressão que tem sido repetida com frequência e será gritada.

Anteriormente, Cuca tinha falado na possibilidade de retornar à China no ano que vem. Agora, coloca a Europa no horizonte e preocupa os torcedores, cheios de esperança de uma temporada de grandes conquistas.

“Vivo e respiro futebol. Quando vejo uma coisinha nova, faço tudo para ver se posso trazer para mim”, disse o técnico. “Quero estudar, quero melhorar intelectualmente. Quero aprender a falar o inglês, que é uma língua universal. Quero ver outros treinadores trabalhando lá fora. Não em jogos, mas em treinos. Essas situações vão te atualizando”, justificou Cuca.

O treinador diz que só vai definir seu futuro ao término do Campeonato Brasileiro. A situação deverá ser tratada com Maurício Galiotte, candidato único na eleição à presidência marcada para sábado. O novo presidente assumirá o cargo em 15 de dezembro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*