Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Criatividade pauta festejos de 464 anos de São Bernardo

Sessão solene na Câmara marcou o início dos festejos dos 464 anos de São Bernardo. Foto: Gabriel Inamine/PMSBCPrincipal marca dos se­te primeiros meses de Orlando Morando (PSDB) à frente da Prefeitura de São Bernardo, a austeridade da­rá também o tom da programação de aniversário dos 464 anos da cidade. A agenda teve início ontem (1º) à noite, com sessão solene na Câmara, e se estenderá até o final deste mês.

“O show de aniversário deste ano é o da responsabilidade com o dinheiro público. Não haverá gastos, mas o calendário não deixará de ser rico por causa disso. A criatividade pautou a programação”, disse Morando, durante coletiva concedida ontem no Paço, na qual apresentou a relação de festejos e fez balanço dos primeiros sete meses de gestão.

A situação das finanças da prefeitura é motivo de preocupação para Morando desde a posse. O tucano herdou restos a pagar de Luiz Marinho (PT) na casa de R$ 200 milhões, mas adotou forte programa de au­steridade e, com isso, reduziu em R$ 100 milhões os gastos do Paço. Porém, com a insistente queda na arreca­da­ção devido à crise, prevê fe­char o ano com déficit de R$ 80 milhões. “O contingenciamento vai continuar”, garantiu.

Ainda assim, o calendário será farto e prevê a realização de mais de 160 ações, entre atividades culturais gratuitas e entrega de obras e serviços – a relação completa está no site www.saobernardo.sp.gov.br.

No primeiro grupo figuram a realização de Virada Cultural (dias 5 e 6, na Biblioteca Monteiro Lobato) e os tradicionais desfile cívico e missa na Igreja Matriz (ambos no dia 20), entre outros. Uma novidade neste ano é a retomada do Jantar de Gala, no dia 19. O evento ocorre no Pavilhão Vera Cruz e terá renda revertida para o Fundo Social de Solidariedade, presidido pela primei­ra-dama Carla Morando.

No segundo grupo figuram a ampliação do programa Educar Mais, de ensino integral, que passará das atuais cinco para dez escolas; o lançamento do programa Saúde Prioridade Cirurgias e a conclusão da reforma do Teatro Cacilda Becker, no Paço.

A agenda também prevê a inauguração do Centro de Treinamento de Badminton, a reforma do Centro Esportivo do Jardim do Lago e a entrega de escrituras no Parque São Rafael, entre outras ações.

Auditoria em obras

Morando (PSDB), disse ontem (1º) que a administração quer contratar novamente o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), desta vez com o objetivo de auditar as obras do Corredor Leste-Oeste.

Anunciado em 2012, o complexo de 13,5 km – que ligará o Irajá ao km 22,5 da Rodovia dos Imigrantes, na divisa com Diadema – deveria estar pronto em 2016, ao custo de R$ 800 mi­­lhões, mas só começou em 2015 e está paralisado.

O contrato prevê recursos do governo federal e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com contrapartida local. O IPT já faz a auditoria do Projeto Drenar.

“A retomada do corredor depende de uma auditoria que apon­te o que foi pago e o que foi realizado. Além disso, com a situação de falência que recebemos (da gestão anterior), não há recursos para a obra, que é paritária (para cada real de fora, o município deve aportar valor equivalente)”, explicou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*