Brasileirão, Esportes

Cresce pressão pela saída de Cristóvão do Corinthians

Cristóvão Borges foi mantido pela diretoria, apesar do péssimo momento do time. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

É crescente a pressão sobre o trabalho de Cristóvão Borges no Corinthians. Parte da torcida e muitos conselheiros próximos ao presidente Roberto de Andrade querem a saída do treinador. Alguns até já apontam um substituto imediato: Roger Machado, que se demitiu do Grêmio na última quarta-feira.

A cobrança da torcida é tão forte, com campanha de milhares de torcedores nas redes sociais, que a diretoria alvinegra decidiu se manifestar ontem (15) para dar apoio a Cristóvão. “Estou aqui para falar a todos que não há nada desse momento drástico que colocam. Estamos preparados para o restante do campeonato, principalmente para o jogo de sábado. O Cristóvão é o técnico do Corinthians. Não existe nada além disso”, disse o diretor adjunto de futebol, Eduardo Ferreira.

O dirigente, no entanto, preferiu não bancar a permanência do técnico até o fim do Nacional. “Não sei nem se vou estar aqui amanhã, se o goleiro vai ser o mesmo”, afirmou. “Não dá para prever nada, vocês sabem disso. Estou aqui para dizer que agora não tem nada para o Cristóvão sair, nem para o Roger chegar”, acrescentou.

Antes de trazer Cristóvão para o lugar de Tite, o Corinthians sondou Roger, mas o treinador preferiu permanecer no Grêmio.

Dérbi

Embora negue a possibilidade de trocar de treinador neste momento, a diretoria do Corinthians sabe que a situação de Cristóvão Borges ficará mais crítica em caso de derrota para o Palmeiras, namanhã, no Itaquerão.

Além da rivalidade entre as equipes, se não conquistar os três pontos, o Corinthians ficará muito distante da briga pelo título brasileiro e se complicará na luta por vaga na Copa Libertadores.

“Sabemos a importância histórica do jogo. É a maior rivalidade do Brasil e tem toque a mais pelo fato de rival estar na liderança. Porém, o Corinthians está forte. O elenco estará concentrado. Vamos fortes e firmes para esse clássico”, assegurou Ferreira.

O dirigente fez, também, um balanço das contratações do Corinthians neste ano para repor o desmanche pelo qual o alvinegro passou e negou que a diretoria tenha errado em algum reforço.

“Alguns jogadores já mostraram o que podem render, outros vão render mais. Porém, não há arrependimento com ninguém”, afirmou o cartola.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*