Copa do Brasil, Esportes

Corinthians tenta esquecer crise e avançar as quartas

 

No auge de sua crise nesta temporada, o Corinthians tem hoje (21) a chance de fazer as pazes com a torcida, pelo menos momentaneamente. Para isso, o alvinegro terá de passar pelo Fluminense, às 21h45, e avançar as quartas de final da Copa do Brasil.

Ao time basta o empate sem gols para ficar com a vaga, já que o resultado do jogo de ida, no Rio, foi 1 a 1.

Porém, a partida no Itaquerão coloca em jogo muito mais do que a sobrevivência do Corinthians no mata-mata. Todo o planejamento da próxima temporada depende do sucesso nesse torneio.

Em quinto no Campeonato Brasileiro e caindo na tabela rodada após rodada, o Corinthians vê na Copa do Brasil a chance mais viável de se classificar para a Libertadores.

A participação no torneio continental do ano que vem é fundamental para que o clube tenha mais receitas e a possibilidade de formar um elenco competitivo em 2017.

Em sua estreia após ter assumido como técnico – enquanto o Corinthians não contrata alguém com mais experiência –, Fábio Carille vai mudar cinco peças da escalação alvinegra em relação ao time que iniciou e acabou perdendo o clássico para o Palmeiras no último sábado, pelo Brasileiro.

Por opção técnica, o treinador trocou Cristian por Giovanni Augusto. Com isso, ele vai recuar Camacho para ser primeiro volante e soltar o camisa 17 no meio-campo. Quem também acabou barrado foi Lucca, que dará lugar a Marquinhos Gabriel.

Mudanças forçadas

Carille foi obrigado a fazer as outras três alterações. Como Gustavo não pôde ser inscrito na Copa do Brasil, Romero é quem atuará no comando do ataque. Na defesa, Vilson não treinou ontem por problemas físicos e Yago é quem deve jogar ao lado do paraguaio Balbuena.

Na lateral direita, Fagner volta à equipe após ter ficado fora da derrota para o Palmeiras para cumprir suspensão automática.

Além das mudanças, Fa­bio Carille também conversou bastante com os jogadores, pois sabe que um resultado negativo nesta noite poderá encurtar sua oportunidade de comandar o Corinthians.

Carille vai fazer cinco mudanças na equipe titular. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Um dia após pichação, presidente alvinegro tenta acalmar a torcida

Um dia após o Parque São Jorge ter sido cenário de protesto que assustou os funcionários da sede social do Corinthians, o presidente Roberto de Andrade veio a público defender sua gestão, pedir apoio da torcida e explicar as razões que levaram o time à crise.

“Talvez a gente não viva um grande momento financeiro hoje, mas vai ser melhor em um futuro próximo. Eu poderia estar pensando só no meu mandato, estaria enchendo o elenco de jogadores caros e deixaria a conta para quem fosse assumir depois. Porém, eu tenho responsabilidade com o clube. Todos são apaixonados como eu, a situação é difícil, é delicada. Porém, estamos melhorando”, afirmou o mandatário alvinegro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*