Brasileirão, Esportes

Corinthians tenta ampliar vantagem após 1ª derrota

Carille: “Nada vai mudar no nosso trabalho”. Foto: Agência CorinthiansLíder isolado do Brasileirão, o Corinthians enfrenta a Chapecoense hoje (23), às 19h30, em Chapecó, após ter perdido pela primeira vez no nacional. Foi derrotada no último sábado, em casa, pelo Vitória.
Nas últimas sete rodadas, o aproveitamento de pontos corintiano foi de 57%. Em 21 possíveis, conquistou apenas 12. Nem de perto se aproxima dos 89,7% que tinha antes disso, quando obteve 35 pontos em 39 disputados.

“A gente está preparado para a derrota. Temos os pés no chão. Sabemos que nada vai mudar no nosso trabalho. Dentro do clube, nunca falamos sobre invencibilidade ou quantidade de pontos na liderança”, disse o técnico Fábio Carille, há duas semanas.

Apesar da diminuição do ritmo, a primeira colocação corintiana jamais esteve ameaçada. Mais do que isso: pode ser ampliada. Contra a Chapecoense, o time realiza o jogo a menos que tem em relação aos rivais. Se vencer, vai abrir dez pontos de vantagem sobre o vice-líder Grêmio (50 a 40).

Isso acontece porque os principais adversários do Co­rin­thians pelo título não apro­veitaram a queda de rendimento do líder. Nas últimas sete rodadas, o Grêmio teve os mesmos 57% de aproveitamento. O Santos, terceiro, teve 62%. Não foi o bastante para colocar fogo na disputa.

tabela-corinthiansO último exemplo é o de domingo. Sabendo da derrota do Corinthians no dia anterior, o Grêmio tinha a chance de reduzir a distância para cinco pontos. Em casa, com reservas, empatou por 0 a 0 com o Atlético-PR. O técnico Renato Gaúcho poupou os titulares para o jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro.

Cleyton

O atacante Clayton teve um dia agitado ontem (22). Pela manhã, irritou Fellipe Bastos no treino e foi bastante xingado pelo volante do Corinthians. À tarde, foi liberado para voltar ao Atlético-MG.

Emprestado pelo clube de Belo Horizonte, o atacante não conseguiu espaço no Corinthians. Em 14 partidas, só apareceu bem na vitória por 5 a 2 sobre o Vasco, marcando seus únicos dois gols.

Rogério Micale, técnico do Atlético-MG, pediu seu retorno e foi atendido. Como não atingiu o limite de jogos no Campeonato Brasileiro, o atleta de 21 anos pode defender o Galo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*