Brasileirão, Esportes, Futebol

Corinthians tem 81% de chances de ser campeão brasileiro

Rodriguinho: “Acho difícil (ser campeão invicto)”. Foto: Marco Galvão/Fotoarena/FolhapressCom o melhor turno da história do Campeonato Brasileiro, o Corinthians se colocou em ótima posição para conquistar o título. É possível erguer o troféu mesmo com aproveitamento bem menor no segundo turno do que os impressionantes 82,5% re­gistrados na primeira metade do nacional.

O histórico da competição mostra que, provavelmente, bastará ao alvinegro cumprir seu papel em casa. Vencendo suas nove partidas em Itaquera, a equipe chegará aos 74 pontos. Até hoje, desde que o Brasileiro é disputado por 20 times, o vice-campeão nunca passou da marca dos 72.

O time de Fábio Carille não tem mostrado força apenas na Capital. É o melhor mandante e o melhor visitante, mais motivos para apontá-lo como grande favorito à taça.

De acordo com o matemático Tristão Garcia, a chance de o Corinthians conquistar novamente o Brasileiro é de 81%. O maior empecilho é o Grêmio – que, com 39 pontos e 68,4% de aproveitamento, também faz campanha excelente e mantém a esperança de uma virada na tabela.

“O Grêmio é um carrapatozinho, né?”, brincou Rodriguinho. “O time deles também não perde. Por isso chamo de carrapato. Está na cola.”

Os atletas alvinegros estão de olho no rival, mas insistem em se manter distantes da calculadora. “Jogo a jogo” é o mantra repetido pelo elenco e pelo comandante, que prefere deixar as contas para as dez jornadas derradeiras.

Além do ótimo aproveitamento, chama a atenção o fato de o Corinthians ainda não ter perdido no Brasileiro. A série sem derrota já é de 34 partidas, a segunda maior da história do clube.

A possibilidade de o time ser campeão invicto, que era considerada absurda, não é mais. “Acho difícil, mas, se fizemos no primeiro turno, podemos repetir”, afirmou Rodriguinho.

 

Danilo vai bem em treino no CT e fica próximo de retorno à equipe

Afastado há quase um ano por causa de uma fratura na perna, Danilo está perto do retorno. O meio-campista teve bom desempenho no treinamento de ontem (7) – uma atividade em campo reduzida realizada apenas pelos reservas – e pode ser útil no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

O atleta de 38 anos também foi elogiado por sua precisão em um exercício de finalizações e ainda teve carga extra de trabalhos físicos para retomar a forma. A comissão técnica avalia a resposta do jogador. É possível que volte a ser usado nas próximas semanas.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*