Esportes, Futebol

Corinthians muda discurso e não garante Carille

Alessandro e Carille conversam durante treino no CT. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Pouco mais de 48 horas após efetivar Fábio Carille como técnico, o Corinthians recuou e não banca mais a permanência dele até dezembro. A estabilidade ao antigo auxiliar havia sido prometida pe­lo presidente Roberto de Andrade após a demissão de Cristóvão Borges. Ontem (19), porém, a diretoria mudou o discurso.

Segundo o gerente de futebol Alessandro Nunes, Carille será avaliado nos próximos jogos, a começar pelo com o Fluminense amanhã (21), pelas oitavas da Copa do Brasil.

“Estou falando sobre os próximos jogos mesmo. Não estou cravando o período do Carille. É profissional do clube há anos, é extremamente qualificado para esses jogos. Temos confiança de que vai mostrar que está pronto para ser treinador”, explicou.

“(O presidente) foi incisivo e verdadeiro porque o Carille vai assumir e trabalhar, mas só o tempo dirá se a gente tomou a decisão certa”, acrescentou.

Enquanto tenta transmitir segurança ao técnico, o Corinthians sabe que a aposta no auxiliar pode custar caro ao clube. Em jogo está o planejamento da próxima temporada, que tem a classificação à Libertadores como espinha dorsal.

Justamente por isso, conselheiros têm pressionado o presidente a buscar um treinador mais experiente ainda para este ano. A mudança no discurso da diretoria indica essa preocupação.

O nome de Roger Machado, que ganhou força tão logo Cristóvão foi demitido, não é consenso devido à forma como saiu do Grêmio, com o time caindo pela tabela do Brasileiro. Além disso, seu agente disse que o técnico só quer voltar ao trabalho em 2017.

Eduardo Baptista, treinador da Ponte, é outro profissional analisado, mas quer cumprir seu contrato até o fim, em dezembro. Correndo por fora está Vanderlei Luxemburgo.

Sede amanhece com pichação, mas clube limpa a fachada

A torcida do Corinthians voltou a mostrar ontem (19) insatisfação com o momento da equipe.

Uma das entradas do Parque São Jorge, sede social do clube no Tatuapé, amanheceu com sua fachada pichada, com os dizeres “Menos luxo, mais futebol”. Uma foto do ato de vandalismo circulou nas redes sociais durante o dia.

Poucas horas após o ocorrido, o Corinthians tratou de limpar a fachada.

A equipe se reapresentou para treinar na tarde de ontem e teve tranquilidade para trabalhar, pois não houve protesto em frente ao CT corintiano.

Para a partida contra o Fluminense, amanhã, pela Copa do Brasil, Romero terá nova chance no ataque no lugar de Gustavo, que não está inscrito na competição.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*