Brasileirão, Esportes

Corinthians marca no final e amplia vantagem

Jô comemora gol do Corinthians na Arena Condá. Foto:  Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCom quatro desfalques e sem ser convincente, o Corinthians venceu a Chapecoense por 1 a 0, ontem (23), na Arena Condá, em Chapecó, em jogo adiado da 20ª rodada do Brasileirão.

Com a vitória, a equipe chegou aos 50 pontos, dez a mais do que o vice-líder Grêmio.

Assim, o time de Fábio Carille iguala a vantagem estabelecida após a 13ª rodada, a maior até agora entre primeiro e segundo colocados na edição deste ano da competição.

O Corinthians também se reabilita da derrota sofrida para o Vitória. O resultado derrubou invencibilidade de 34 jogos. O time volta a campo no próximo sábado, quando enfrenta o lanterna Atlético-GO, às 19h, no Itaquerão.

Para o duelo, Carille deverá contar com o retorno de Jadson, poupado ontem para se recuperar fisicamente após ficar um mês afastado em virtude de fratura na costela.

Jadson foi substituído por Marquinhos Gabriel, que teve atuação discreta e deu lugar a Clayson no segundo tempo. Foi com o jogador que saiu do banco de reservas que o Corinthians criou duas chances e marcou o gol da vitória.

Aos 29 minutos, Rodriguinho puxou contra-ataque e encontrou Clayson, que teve a chance de concluir, mas o goleiro da Chape defendeu. Aos 44, Clayson recebeu passe de Romero e tocou para Jô, que pôs no canto de Jandrei.

Além de Jadson, o Corinthians teve outros três desfalques: Pablo, Balbuena e Arana, machucados. Os três correm o risco de não atuar no sábado.

Substituto de Balbuena, Léo Santos foi fundamental para a vitória. Aos 36 minutos da etapa complementar, o jogador salvou lance em cima da risca.

Diferença de pontos

Após a vitória  sobre a Chapecoense,  Carille ressaltou a diferença de dez pontos no topo da tabela para o vice-líder Grêmio.

“(A vitória tem) Importân­cia muito grande, ainda mais depois de um resultado que a gente não esperava em casa contra o Vitória. É uma vantagem ótima, temos de reconhecer, mas ainda temos 51 pontos em disputa.

Precisamos continuar concentrados e pensando no próximo jogo”, disse o treinador.

“É uma vantagem que a gente tem de considerar, mas o campeonato vai começar a se decidir faltando oito, dez jogos”, completou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*