Esportes, Paulistão

Corinthians leva virada do Guarani no Brinco de Ouro e segue sem vencer na temporada

Corinthians leva virada do Guarani no Brinco de Ouro e segue sem vencer na temporada
O Corinthians ficou devendo no Brinco de Ouro. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Corinthians sofreu um apagão de quatro minutos no primeiro tempo e perdeu para o Guarani por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira (23), em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O time alvinegro já vinha de um empate na estreia e segue sem vencer no retorno de Fábio Carille.

As equipes voltam a campo no sábado pela terceira rodada do Paulistão. O Corinthians receberá a Ponte Preta às 19h, em Itaquera, e o Guarani, que havia perdido na sua estreia, jogará em casa contra o Oeste, às 16h30.

No estádio Brinco de Ouro da Princesa, com um público modesto em uma partida com torcida única, o Corinthians foi mal, especialmente no setor ofensivo, e perdeu para a equipe comandada por Osmar Loss, seu antigo treinador. O gol que abriu o marcador aos oito minutos do primeiro tempo, foi um achado. Sornoza cobrou escanteio da esquerda e Gustagol subiu mais alto do que a zaga.

Com a vantagem, a equipe desistiu de atacar. O Guarani parecia desentrosado, errava muitos passes no setor ofensivo, mas ganhava terreno. Até que, aos 38, Inácio cobrou falta da direita, Fagner esqueceu da marcação e Diego Cardoso apareceu livre na segunda trave para deixar tudo igual. Quatro minutos depois, Rondinelly recebeu de fora da área e mandou uma bomba no ângulo. Cássio não conseguiu ir na bola: 2 a 1.

Corinthians seguiu mal no segundo tempo. Pedrinho substituiu André Luis e o time continuou com dificuldade para criar. Sornoza reclamou de uma bola na mão de Fabrício Bigode dentro da área que o impediu de fazer o domínio. O árbitro mandou seguir.

A melhor chance do time visitante na etapa final foi em uma cabeceio de Pedrinho que acertou o pé da trave do goleiro Giovanni, mas o Guarani era ainda mais efetivo no contra-ataque e criou duas oportunidades em que Cássio defendeu uma bola de Inácio e outra de Lucas Crispim.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*