Copa do Brasil, Esportes

Corinthians joga o suficiente e elimina a Caldense

Rodriguinho comemora o gol que classificou o Corinthians em Poços de Caldas. Foto:  Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO Corinthians espantou a zebra e garantiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Ontem (8), o time dirigido por Fábio Carille ficou longe de apresentar um futebol brilhante, mas foi eficiente e venceu a Caldense por 1 a 0, em Poços de Caldas.

O resultado foi suficiente para a equipe obter a classificação em virtude da mudança de regulamento do torneio. Neste ano, as duas primeiras fases da competição são disputadas em jogo único.

Até o ano passado, o visitante que vencesse por dois ou mais gols a partida de ida avançava sem o jogo de volta. Caso contrário, a segunda partida era necessária.

Em função desta mudança no regulamento e da possibilidade de eliminação precoce, o Corinthians entrou em campo praticamente com sua força máxima. O único jogador considerado titular que não atuou foi o lateral esquerdo Moisés, suspenso.

O jogador estava relacionado, mas momentos antes do confronto o clube foi informado que o lateral teria que cumprir suspensão em virtude de punição aplicada pelo STJD no ano passado, quando o jogador atuava pelo Bahia na Série B do Brasileiro.

Sem um atleta da posição disponível – Arana está com a seleção sub-20 no Sul-Americano –, Carille improvisou o volante Marciel, que ficou mais preso na marcação. Aliás, o setor defensivo corintiano foi pouco exigido no primeiro tempo.

Com a marcação a partir do meio de campo, a equipe deu pouco espaço para o adversário, que não teve força ofensiva para assustar. Cássio fez apenas uma boa defesa em chute de Ewerton.

Ofensivamente, o Corinthians produziu muito pouco. Marlone, que atuou pelo lado esquerdo na linha de quatro do meio de campo, era a principal opção.

O lado direito corintiano, que contava com Giovanne Augusto aberto e Fellipe Bastos, foi pouco acionado. O gol, porém, saiu em uma descida de Fágner, que cruzou para Rodriguinho fazer de cabeça na etapa inicial.

Com a vantagem, Carille adiantou a marcação no segundo tempo e controlou o jogo sem sofrer pressão. A equipe criou boas oportunidades para aumentar o placar, mas falhou nas conclusões.

Classificado, o Corinthians agora aguarda seu próximo adversário, que sairá do duelo entre Brusque e Remo, que se enfrentam hoje, em Santa Catarina.

Pottker

No dia em que viu sua transferência para o Corinthians ser anulada, Willian Pottker ajudou a Ponte Preta a se classificar na Copa do Brasil. A equipe paulista venceu o Campinense por 2 a 0, ontem (8), pela primeira fase da competição mata-mata.

A escalação de Pottker havia sido motivo de polêmica entre Corinthians e Ponte Preta. A diretoria corintiana não queria que ele participasse do duelo, pois, caso jogasse, não poderia mais entrar em campo pelo Corinthians.

Apesar da pressão, a Ponte Preta optou por colocar Pottker para jogar. Foi do atacante o primeiro gol do duelo. Aos 25 minutos, o goleiro Gledson fez pênalti em Lins. Na cobrança, Pottker deslocou o arqueiro e balançou as redes.

Assim que soube da escalação de Pottker, o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, deu declaração confirmando a desistência da negociação. “Tínhamos tudo praticamente decidido para o jogador se integrar ao Corinthians a partir do Campeonato Paulista. Já era um acordo, já era conversado, mas como a Ponte Preta colocou o jogador em campo hoje (ontem). O Corinthians esquece esse assunto”, afirmou o dirigente.

O segundo gol da Ponte Preta na partida foi marcado por Lins, dois minutos mais tarde. Na segunda rodada, a equipe de Campinas enfrentará o vencedor de Rondoniense e Cuiabá.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*