Brasileirão, Esportes

Corinthians empata e mantém tabu de não perder para o São Paulo em sua arena

Corinthians empata e mantém tabu de não perder para o São Paulo em sua arena
O São Paulo, de Reinaldo, foi melhor no primeiro tempo, mas o Corinthians, de Mantuan, dominou o jogo na segunda etapa. Foto: Rubens Chiri/SPFC

O São Paulo teve a chance de, enfim, quebrar o tabu de nunca ter vencido na Neo Química Arena. Porém, após sair em vantagem, recuou demais na etapa final e sofreu o empate do Corinthians, por 1 a 1, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado manteve o time alvinegro na liderança da competição, com 14 pontos, dois a mais que o Tricolor.

Agora são 16 partidas de invencibilidade do Corinthians diante do São Paulo no estádio em Itaquera, com dez vitórias e seis empates. O resultado só não foi diferente porque o goleiro Cássio fez ótimas defesas no primeiro tempo, quando o São Paulo fez o gol, e evitou o pior. Depois, o Corinthians reagiu e conseguiu a igualdade.

As duas equipes entraram em campo com formações praticamente espelhadas, com três zagueiros, laterais atuando como alas e dois jogadores na frente: Willian e Jô pelo Corinthians e Luciano e Calleri pelo São Paulo. Logo de cara, os donos da casa tomaram a iniciativa e tiveram duas chances, com Mantuan, que chutou por cima, e com Willian, que obrigou Jandrei a espalmar uma cobrança de falta.

A partir daí, o São Paulo se encontrou em campo e passou a ter o domínio do duelo, tendo mais posse de bola, exercendo forte marcação e tentando criar as jogadas pelos dois lados do campo. O primeiro chute do Tricolor saiu apenas aos 14 minutos, com Luciano arriscando de longe e a bola saindo sem direção.

Quatro minutos depois, o goleiro Cássio foi exigido. Alisson recebeu bom passe de Calleri e tentou mandar no canto, mas o goleiro corintiano salvou. Pouco tempo depois, no levantamento de Rodrigo Nestor na área, Calleri cabeceou com perigo e Cássio salvou novamente.

A pressão do São Paulo era maior. Porém, em uma falha defensiva do Tricolor, Renato Augusto recebeu pela direita e cruzou para Jô se antecipar a Arboleda e marcar. Após análise do VAR, a arbitragem anotou impedimento de Renato Augusto e anulou o gol. Porém, o lance serviu para levantar os torcedores do Corinthians, que tentavam empurrar o time para equilibrar o jogo.

O jogo ficou parado em algumas oportunidades, por discussões fortes entre os jogadores, empurrões e análise do VAR em dois supostos pênaltis para o São Paulo. Até por isso o árbitro Wilton Pereira Sampaio deu quase dez minutos de acréscimo no primeiro tempo. Foi aos 50 que Alisson recebeu em boa posição, cruzou, Calleri ajeitou e abriu o placar.

Atordoado, o Corinthians mostrava falhas defensivas e tinha dificuldade para criar as jogadas. Quase tomou o segundo ainda na etapa inicial, quando Cássio fez praticamente três milagres na mesma jogada, em chutes de Calleri e Rodrigo Nestor, e evitou mais um gol dos visitantes.

Na volta do intervalo, as duas equipes abriram mão do sistema com três zagueiros e, nas mexidas, o Corinthians conseguiu equilibrar o duelo para tentar mais chances. O São Paulo se defendia bem, mas abriu mão da posse de bola e apostava suas fichas em um possível contra-ataque para tentar matar o jogo. Porém, as mexidas do técnico Rogério Ceni não deram certo.

Melhor no ataque, o time alvinegro teve boa chance com Maycon, pela direita, que cruzou, mas Rodrigo Nestor afastou. O São Paulo até chegou a fazer outro gol, com Eder, mas o atacante estava impedido e a marcação da arbitragem foi correta. A partir daí, o Corinthians passou a pressionar em busca do empate.

O gol quase saiu aos 18, quando a bola espirrou e sobrou para Jô, que quase marcou. Um minuto depois, Diego Costa tentou afastar, a bola foi contra a própria meta e Jandrei salvou. Porém, aos 34, não teve jeito. Lucas Piton recebeu em profundidade e cruzou na medida para Adson, que mandou de cabeça e deixou tudo igual em Itaquera.

A partir daí, o duelo ficou aberto. O Corinthians tentava a virada, empurrado por sua torcida, e Ceni colocou Rigoni em campo, a fim de tentar o gol da vitória. Aos 48, Léo recebeu pela esquerda e cruzou para Igor Gomes. Livre, o meio-campista cabeceou para o gol, mas Cássio salvou novamente, garantindo o empate em casa. Na jogada, o goleiro se machucou e foi substituído, mas o duelo logo terminou.

CORINTHIANS 1 X 1 SÃO PAULO

Gols: Calleri, aos 50 minutos do primeiro tempo. Adson, aos 34 minutos da segunda etapa. Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO). Renda: R$ 3.688.132,50 (4.672 pagantes). Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP).

CORINTHIANS

Cássio (Matheus Donelli); João Victor, Gil (Adson) e Raul; Mantuan, Du Queiroz, Maycon (Giuliano), Renato Augusto e Fábio Santos (Lucas Piton); Jô e Willian (Júnior Moraes). Técnico: Vítor Pereira.

SÃO PAULO

Jandrei; Diego Costa, Arboleda e Léo; Igor Vinicius (Rafinha), Rodrigo Nestor (Gabriel Neves), Igor Gomes, Alisson (Rigoni) e Reinaldo (Patrick); Luciano (Eder) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*