Esportes, Paulistão

Corinthians empata com Botafogo e tem sequência de vitórias interrompida

Corinthians empata com Botafogo e tem sequência de vitórias interrompida
Jogadores dos dois times fizeram o famoso gesto do punho cerrado característico de Sócrates antes de a partida começar. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Ainda sem um novo treinador, o Corinthians fez um jogo pragmático, sem criatividade, e teve sua sequência positiva no Campeonato Paulista quebrada ao empatar por 1 a 1 com o Botafogo em Ribeirão Preto na noite deste sábado (19). O time buscava o quarto triunfo seguido no Estadual.

Com apenas três titulares escalados pelo interino Fernando Lázaro desde o início – Cássio, João Victor e Roger Guedes -, o time alvinegro encontrou dificuldades no estádio Santa Cruz. Saiu na frente, com o zagueiro Raul Gustavo, no primeiro tempo, mas levou o empate na etapa final – Hélio Paraíba marcou para a equipe da casa.

Botafogo e Corinthians homenagearam Sócrates. Se estivesse vivo, o craque completaria 68 anos. Os dois times, do qual o Doutor é ídolo, exibiram em suas camisas patches exclusivos e a hashtag #EternoDoutor, além do famoso gesto do punho cerrado antes de o jogo começar.

O Corinthians tem 14 pontos e lidera com folga o Grupo A. O Botafogo disputa com Mirassol e Ituano a vice-liderança do Grupo C, cujo líder é o Palmeiras. O Pantera soma 12 pontos e aparece no terceiro posto. A equipe ainda não venceu em casa neste Paulistão.

Foram 90 minutos de futebol tecnicamente pobre apresentado pelas duas equipes. No aniversário de Sócrates, o Botafogo jogou armado para segurar o rival e sair nos contra-ataques caso fosse possível. O Corinthians, sem seus principais atletas, teve problemas na criação. Trocou passes, rodou a bola, mas não encontrou espaços.

Roger Guedes, isolado, foi quem mais tentou no ataque. Luan ganhou mais uma oportunidade e novamente esteve apagado, dando razão às críticas de grande parte da torcida, que vê nele um atleta lento e, por vezes, indolente.

Se estava difícil achar espaços com a bola no chão, a saída para o Corinthians foi insistir pelo alto, e deu resultado. Após cobrança de falta de Cantillo, Róger Guedes ajeitou para trás, e Raul Gustavo escorou para as redes aos 39 minutos do primeiro tempo. Foi o primeiro gol do jovem defensor corintiano.

Na etapa final, o Botafogo, que já havia ficado perto de empatar no primeiro tempo, avançou seus atletas, aumentou o ritmo e empurrou o Corinthians para seu campo de defesa. Leandro Zago fez mudanças e deixou seu time mais leve. Um dos que entraram foi Hélio Paraíba. O atacante levou perigo em cabeceio perto do travessão.

Porém, o jogador teve mais uma oportunidade e, na segunda, não desperdiçou. Recebeu cruzamento de Jean e, bem posicionado, testou firme para as redes e empatou o duelo aos 22 minutos.

Com a igualdade, Fernando Lázaro se viu obrigado a lançar mão de seu talentoso quarteto. Entraram Paulinho, Renato Augusto, Willian e Giuliano. O time melhorou, mas não o suficiente para conquistar o triunfo. Houve pressão nos minutos finais, que o Botafogo suportou com valentia.

BOTAFOGO 1 X 1 CORINTHIANS

Gols: Raul Gustavo, aos 39 minutos do primeiro tempo. Hélio Paraiba, aos 22 minutos da segunda etapa. Árbitro: Douglas Marques das Flores. Renda: R$ 784.495 (13.936 presentes). Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

BOTAFOGO

Deivity; Marlon, Joaquim, Joseph e Jean; Tárik, Emerson Santos, Fillipe Soutto (Diego Guerra), Bruno Michel (Luketa), Tiago Reis (Hélio Paraíba), Dudu (Kadu Barone). Técnico: Leandro Zago.

CORINTHIANS

Cássio; João Pedro, João Victor, Raul Gustavo e Bruno Melo; Cantillo (Paulinho), Roni (Xavier), Luan (Willian); Gustavo Mosquisto (Giuliano), Adson (Renato Augusto) e Róger Guedes. Técnico: Fernando Lázaro.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*