Brasileirão, Esportes

Corinthians empata com América na estreia de Willian e pode deixar o G6

Corinthians empata com América na estreia de Willian e pode deixar o G6
Giuliano comemora seu gol, o primeiro com a camisa do Corinthians. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Após muita expectativa da torcida, Willian estreou pelo Corinthians neste domingo (19), na Neo Química Arena, e até participou da jogada do único gol corintiano da partida, marcado por Giuliano. Porém, Marlon já havia balançado as redes antes para o América-MG após assistência de Zárate. Assim, o jogo válido pela 21ª rodada do Brasileirão terminou empatado por 1 a 1, o terceiro tropeço seguido do time paulista na competição.

O resultado reforça o momento ruim vivido pela equipe alvinegra jogando como mandante, situação em que conseguiu apenas duas vitórias em dez partidas. Além disso, o time comandado por Sylvinho corre o risco de deixar o G6, já que tem 30 pontos, no sexto lugar, e o Fluminense, que tem 28, joga na segunda-feira contra o Cuiabá. O América-MG, por sua vez, segue na zona de rebaixamento, com 22 pontos, no 17º lugar.

Após ter a estreia pelo Corinthians adiada em razão da quarentena imposta pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Willian foi escalado como titular pelo técnico Sylvinho e voltou a disputar um jogo oficial com a camisa corintiana 14 anos após deixar o clube para iniciar uma carreira de sucesso na Europa, onde jogou por Shakhtar Donetsk, Chelsea e Arsenal. Róger Guedes e Giuliano também começaram jogando, enquanto Renato Augusto ficou no banco de reservas e entrou no decorrer do jogo.

Apesar da atração do lado alvinegro, o América-MG roubou a cena nos primeiros dez minutos, com cinco finalizações. Em uma delas, aos seis minutos, Marlon finalizou de primeira para abrir o placar após receber ótimo lançamento de Mauro Zárate, outro nome que chegou ao Brasil na última janela de transferência.

O experiente argentino, que veio do Boca Juniors e já rodou bastante pelo futebol europeu, fazia sua primeira partida como titular pelo time mineiro. O Corinthians lhe deu muito espaço para jogar, portanto sofreu bastante com jogadas de velocidade e viu o América-MG chegar fácil dentro da área. Depois do sufoco inicial, a qualidade de Willian começou a aparecer e fez a diferença.

Aos 16 minutos, o estreante se projetou dentro da área, pelo lado direito, e recebeu bom passe de Gabriel Pereira antes de cruzar rasteiro. A bola encontrou Róger Guedes, que parou em Matheus Cavichioli. Jô tentou no rebote e viu o goleiro defender de novo, mas ficou com a bola mais uma vez e tocou para Giuliano fazer o gol. A partir daí, o Corinthians melhorou ofensivamente, ainda que tenha continuado a dar espaços para o adversário, e teve a melhor chance de virar aos 39 minutos, quando Gabriel acertou a bola no travessão.

A equipe alvinegra foi para o intervalo preocupada com a liberdade dada ao América-MG e conseguiu corrigir o problema no segundo tempo. Com a defesa mais organizada, o ataque também conseguiu trabalhar bem em alguns momentos, principalmente quando a bola passava pelo pé de Giuliano, responsável por bons passes e finalizações perigosas.

Willian, bastante exigido também na marcação, demonstrou cansaço e não foi tão participativo quanto na etapa inicial, por isso acabou substituído por Renato Augusto, aos 17 minutos. O meia quase tornou o herói da partida, ao acertar bola na trave, aos 34 minutos, assim como Giuliano, que tentou de cabeça e viu Cavichioli fazer grande defesa. Após o apito final, Gabriel foi expulso por reclamação.

O próximo jogo do Corinthians será uma prova de fogo para todos os novos reforços, já que se trata de um clássico contra o Palmeiras. Os dois rivais se encontram no próximo sábado, na Neo Química Arena, em jogo válido pela 22ª rodada do Brasileirão.

CORINTHIANS 1 X 1 AMÉRICA-MG

Gols: Marlon, aos seis minutos, e Giuliano, aos 16 minutos do primeiro tempo. Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF). Cartão vermelho: Gabriel. Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP).

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Giuliano (Luan), Willian (Renato Augusto) e Gabriel Pereira (Gustavo Mosquito); Róger Guedes e Jô. Técnico: Sylvinho.

AMÉRICA-MG

Matheus Cavichioli; Patric, Ricardo Silva, Anderson Jesus e Marlon (Alan Ruschel); Lucas Kal (Zé Ricardo) Juninho e Alê; Ademir (Marcelo Toscano), Zárate (Yan Sasse) e Ribamar (Rodolfo). Técnico: Vagner Mancini.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*