Política-ABC, Regional, Sua região

Consórcio estabelece representatividade do ABC no Distrito Federal

Prefeitos do ABC prestigiaram inauguração da sede da entidade em Brasília. Foto: DivulgaçãoO Consórcio Intermunicipal do ABC, presidido pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), deu nesta quarta-feira (28) o maior passo da instituição ao longo de 26 anos de sua fundação: a inauguração de uma sede em Brasília. A sucursal foi pensada e trabalhada para garantir mais agilidade na obtenção de financiamentos a diversos setores, baseada nos interesses dos sete municípios.

A sede fica localizada nas proximidades do Congresso Nacional e do Senado Federal. Montada em um imóvel de 90 metros quadrados, vai custar R$ 120 mil por ano ao órgão, sendo R$ 10 mil mensais que serão gastos com aluguel, contas de luz, água, telefone, internet e condomínio.
“Marcamos importante ação, por meio do Consórcio, que vai beneficiar os 2,8 milhões de moradores do ABC.

A sede aqui em Brasília vai proporcionar mais agilidade na obtenção de informações de editais que trarão mais investimentos em diversas áreas as sete cidades”, destacou Morando.

O ato, que celebrou a entrada física do e ABC na Capital Federal, teve a presença do ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes, do senador José Anibal, entre outras autoridades. Participaram também da abertura do espaç os prefeitos que compõem o Consórcio, Paulo Serra (Santo André), Atila Jacomussi (Mauá), Adler Teixeira (Ribeirão Pires) e Gabriel Maranhão (Rio Grande da Serra), o secretário Executivo da instituição, Fabio Palacio, além de deputados federais, estaduais e vereadores.

“Estou muito feliz com essa entrada física do Consórcio aqui em Brasília. Quero parabenizar o prefeito Orlando Morando e os demais chefes de Executivo pela iniciativa, que é extremamente fundamental para garantir os melhores planos de desenvolvimento para a região”, declarou o ministro.

“O ABC é o polo mais dinâmico de São Paulo, com exceção da Capital. Tem as empresas mais fortes do país e, claro, esta ação configura um plano coletivo para o bem de todas as cidades. Iniciativa nota dez”, destacou José Anibal.

Novo formato

A partir de janeiro, o Consórcio instituiu um novo formato administrativo que garantiu redução de custos e efetividade em ações. O orçamento da instituição foi reduzido de R$ 26 milhões ao ano para R$ 13 milhões. Paralelamente, tornou efetivo um assento para o governo do Estado, representado pelo subsecretário de Assuntos Metropolitanos, Edmur Mesquita, além da promoção de pautas, seminários e debates relevantes ao longo de seis meses de gestão, com destaque para a limpeza e manutenção dos piscinões, a ativação do Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica da Segurança Pública (Gamesp) e a apresentação do projeto de Polo Tecnológico, entre alguns dos assuntos.

“Estamos conseguindo dar ritmo ao Consórcio, apresentando e trabalhando de perto nos principais temas e isso foi feito reduzindo drasticamente os gastos, em virtude da crise econômica que se estabeleceu no país”, pontuou Fabio Palacio.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*