Últimas Notícias

Consórcio ABC debate melhorias no transporte com sindicato do setor

O Consórcio Intermunicipal ABC recebeu na manhã desta quarta-feira (2) o diretor jurídico do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do ABC (SETCABC), Francisco Bernardino Ferreira. O objetivo da reunião foi debater ações regionais para melhoria do transporte coletivo na região.

Representaram a entidade regional o secretário-executivo do órgão, Edgard Brandão, e as coordenadoras de Programas e Projetos Livia Rosseto e Juliana Cavasini.

Durante o encontro foi sugerida a realização de reunião entre os empresários do setor e integrantes do Grupo de Trabalho (GT) Mobilidade do Consórcio ABC ainda neste mês, para discussões de otimização do sistema de transporte público na região.

“As concessionárias de ônibus estão perdendo passageiros com a chegada de novos modais, como carros, bicicletas e patinetes alugados por aplicativos. Entendo que é na crise que precisamos criar novas alternativas e nos reinventar. Para isso, precisamos debater o tema regionalmente”, afirmou Ferreira.

Para o secretário-executivo do Consórcio ABC, a discussão entre as empresas e técnicos dos municípios pode trazer benefícios para os passageiros da região. “Se houver melhorias no sistema, consequentemente atrairá mais usuários para os ônibus da região. Por isso, é importante o debate regional sobre esse tema”, afirmou Brandão.

AÇÕES REGIONAIS

O Consórcio elaborou, em 2012, o Plano Regional de Mobilidade do ABC, que tem como objetivo propor ações regionais de mobilidade urbana que subsidiem políticas e projetos integrados entre os municípios da região. A iniciativa abrange, dentre outras ações, a reorganização das redes municipais e metropolitanas de transporte coletivo, intervenções físicas em obras de ampliação da infraestrutura viária e medidas operacionais de gestão da circulação.

Em 2015, o Ministério das Cidades autorizou para o Consórcio ABC o repasse de R$ 31,6 milhões, sendo R$ 26,4 milhões para 21 projetos funcionais e básicos de engenharia para a requalificação de corredores preferenciais para transporte coletivo e R$ 4,7 milhões para o projeto do Centro de Controle de Operações (CCO). Os recursos estavam previstos no PAC Mobilidade Urbana do ABC. Os 21 projetos têm como objetivo de melhorar a fluidez e desafogar gargalos do transporte público na região.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*