Minha Cidade, Regional, Sua região

Consórcio ABC busca verba federal para programa de proteção a mulheres

Programa de proteção às mulheres do ABC é apresentado ao governo federal
Equipe do Consórcio apresentou o programa que garante acolhimento a vítimas de violência. Foto: Divulgação/Consórcio ABC

O Consócio Intermunicipal ABC apresentou ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, nesta quarta-feira (24), em Brasília, o programa Casa Abrigo Regio­nal, mantido pela entidade re­presentante dos sete municípios da região e que protege mulheres em situação de violência doméstica. O objetivo da reunião foi dar detalhes do projeto, premiado e considerado referência nacional, aos integrantes do governo federal e buscar aporte financeiro da União para ampliação do atendimento.

Integrantes do Consórcio ABC se reuniram com a secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Petrucia de Melo Andrade, e o coordenador-geral de De­fesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, Helbert Pitorra, além de outros integrantes do ministério, na sede da pasta.

Participaram da reunião o secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão, representando o presidente da entidade e prefeito de Santo André, Paulo Serra, o diretor jurídico, Eduardo Moura, e a coordenadora de Programas e Projetos, Maria Gracely Batista Marques, a Graça.

A equipe técnica do Consórcio fez apresentação do Casa Abrigo Regional com objetivo de ampliar os atendimentos do programa, que já que já protegeu 1.150 mu­lheres e cerca de 2.000 crianças e adolescentes das sete cidades da região desde sua criação, em 2003.

“Apresentamos o programa e focamos bastante no viés do atendimento às crianças e adolescente, já que a secretária é desse setor do ministério. O diálogo foi no sentido de ampliar o programa, com apoio financeiro do governo federal. A ideia, que surgiu por um convite nosso, é que uma comitiva do ministério visite o Consórcio ABC e conheça nossa estrutura e as políticas públicas desenvolvidas regionalmente por nossa instituição”, afirmou Brandão.

O PROGRAMA

O Casa Abrigo Regional ABC visa garantir segurança e proteção às mulheres em situação de violência doméstica e familiar, sob risco iminente de morte, intervindo no chamado “ciclo da violência”. O objetivo da ação é propiciar condições para a restruturação física e psicológica da mulher.

O acolhimento ocorre nas duas unidades do programa, as quais, juntas, podem atender até 40 pessoas por até 180 dias, dependendo da complexidade de cada caso. Filhos e filhas das mulheres, com menos de 18 anos, também podem ser amparados nessas casas.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*