Esportes, Futebol

Conmebol vai exigir teste para covid-19 e proibirá beijo na bola

Conmebol vai exigir teste para covid-19 e proibirá beijo na bola
Conmebol suspendeu em 12 de março a Copa Libertadores, após a disputa da segunda rodada da fase de grupos. Foto: Creative Commons

A reunião do Conselho da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), nesta quarta-feira (13), não conseguiu determinar quando as competições serão retomadas, em função do surto de covid-19 na América do Sul, mas serviu para definir várias medidas que serão adotadas quando isso for possível. As diretrizes incluem medidas sanitárias, definidas por um protocolo médico, e alterações no regulamento que vão interferir principalmente na relação de inscritos.

De acordo com a Conmebol, os participantes das Copas Libertadores e da Sul-Americana terão de disponibilizar controle médico dos jogadores, que precisarão se submeter a exames da covid-19. Quem se recusar a realizá-los não poderá disputar os torneios. Os resultados serão armazenados pela entidade.

Nos estádios, jogadores e membros da comissão técnica vão precisar lidar com várias restrições: estão proibidos de cuspir ou assoar o nariz no campo e no banco de reservas, além de não ser permitido beijar a bola. A tradicional troca de camisas também está vetada e o uso de garrafinhas d’água para hidratação precisará ser individualizada.

Os capitães da equipes também não poderão trocar flâmulas antes da partida. Os profissionais que ficarem fora das quatro linhas terão de usar máscaras, assim como atletas e outros profissionais que concederem entrevistas após os duelos.

A limitação nas alterações nas listas de inscritos nas competições também foi modificada pela confederação. Quando for retomada, a Libertadores permitirá cinco mudanças na fase de grupos e nas oitavas de final, e três nas quartas de final e nas semifinais. Na Sul-Americana são cinco trocas na segunda fase, com limite de três para oitavas, quartas de final e semifinais.

No aspecto financeiro, a Conmebol decidiu reduzir em 30% o valor das multas estipuladas em seu código disciplinar.

Devido ao avanço do coronavírus na América do Sul, a Conmebol suspendeu em 12 de março a Copa Libertadores, após a disputa da segunda rodada da fase de grupos – a primeira fase da Sul-Americana já havia terminado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*