Últimas Notícias

Confraternização do Programa Esporte e Lazer e da Ginástica Rítmica reúne 3 mil pessoas no Cenforpe

O Cenforpe recebeu, nesta quarta-feira (20), o espetáculo de dança com o tema foi “Circo: O Vendedor de Balões”. Representado por 600 crianças e adolescentes, com idades entre cinco e 15 anos, o espetáculo marcou o encerramento das atividades de 16 turmas do Programa Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) e de dois núcleos das turmas de Ginástica Rítmica, desenvolvidos nos Centros Esportivos da cidade.

Com um figurino impecável, o primeiro espetáculo foi realizado pelos alunos de Ballet e Jazz, que fazem parte do Pelc, gerido pela secretaria de Esportes e Lazer e que são realizados nos centros esportivos da Pauliceia, Areião, Jardim do Lago, Taboão, Represa e Lago Azul. Crianças fantasiadas de bailarinas, equilibristas, mágicos, palhaços, leãozinho, pipoca, vendedora de doces, algodão doce, floristas representaram os sonhos, a magia da vida, a inocência, alegria, determinação, delicadeza e o amor.

A segunda apresentação, com o mesmo tema, foi realizada pelas alunas da Ginástica Rítmica que incluíram na apresentação a leveza e a graciosidade dos movimentos característicos da modalidade, incluindo aparelhos como bola, fita, arco e corda. As aulas de Ginástica Rítmica são realizadas no Complexo de Formação Esportiva em Ginástica Rítmica e no Centro Esportivo do bairro Jerusalém.

Outra modalidade a encantar o público foi o Patins. A turma formada por crianças a partir de cinco anos esbanjou habilidade e equilíbrio sobre as rodinhas. Ao lado do secretário de Esportes e Lazer, Alex Mognon, o prefeito Orlando Morando assistiu as apresentações e falou sobre a importância do incentivo ao esporte. “Esse projeto ensina muito mais do que o esporte ou os movimentos da dança, essas crianças vão levar conceitos para a vida, de que ter disciplina e determinação vale a pena”, destacou.

 NOVA GERAÇÃO

Larissa Freire Molino, professora de educação física e mãe da pequena Jullia, de 8 anos, não conseguia esconder o orgulho da filha. “Minha filha faz ginástica há um ano e nesse período ela desenvolveu a disciplina, a flexibilidade, força, interação com as crianças, além de melhorar a saúde. Como professora de Educação Física eu sou bem critica e procurei um lugar adequado para ela treinar. No Complexo de Formação Esportiva em Ginástica Rítmica (Avenida Redenção, 271), fiquei encantada com a estrutura e a forma de trabalho das professoras”, destacou.

A pequena Sophie Yosgimoto de Frias, de 10 anos, participou de duas apresentações com patins e ginástica rítmica. Ela pratica ginástica há três anos no centro Esportivo Jerusalém. Segundo a mãe, Katia Ojima Yoshimoto, ela era uma criança muito agitada e a ginástica trouxe disciplina, responsabilidade e paixão pelo esporte. Neste ano ela chegou a participar de três competições. “Ela é muito ativa e esse trabalho com as crianças é importante para ter uma atividade no contraturno escolar. Ela não fica com tempo ocioso”, destacou.

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Além de apresentar um grande espetáculo, o evento ainda arrecadou alimentos, fraldas descartáveis e lenços umedecidos, que serão entregues a instituições que cuidam de crianças em situação de vulnerabilidade social.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*