Economia, Notícias

Começa pagamento de benefício para empregado com redução de salário

Começa pagamento para empregados com redução de salário
Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil vão processar os pagamentos. Foto: Marcelo Camargo/ABr

Começaram ontem (4) os pagamentos do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm), o auxílio destinado a trabalhadores com carteira assinada que tiveram a jornada de trabalho e o salário reduzidos ou tiveram o contrato suspenso por causa da crise provocada pelo novo coronavírus. Os pagamentos serão processados pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.

O benefício será pago por até três meses e será calculado conforme o acordo firmado entre empregado e empregador. O salário pode ser reduzido em 25%, 50% ou 70% por até 90 dias, com a redução equivalente na jornada, e contrato de trabalho pode ser suspenso por até 60 dias.

O BEm vai pagar parcela do equivalente ao seguro-desem­prego que o trabalhador recebe­ria se tivesse sido demitido. O valor varia de R$ 261 a R$ 1.813. Para empregados com contrato de trabalho intermitente, o va­lor será fixo em R$ 600.

O pagamento do benefício será feito 30 dias após o empre­gador informar o Ministério da Economia sobre o acordo. Para isso, o empregador deve acessar o portal do ministério. O empregado pode acompanhar o processamento da solicitação e do pagamento pelo site de serviços do Ministério da Economia ou pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

O Banco do Brasil será o res­ponsável pelo pagamento tanto para os seus clientes como para os de outras instituições financeiras indicadas pelo empregador por transferência DOC.

Os clientes do banco receberão o valor em conta poupança com variação 73, criada de forma automática e vinculada à conta indicada no momento da solicitação. Para acompanhar o processo, o beneficiário pode acessar o site www.bb.com br/pbb/bem#/ e clicar no botão “Consultar benefício”. Esse link vale tanto para clientes do BB quanto de outras instituições financeiras.

O site também vai informar se houver devolução da transfe­rência DOC, o que vai exigir que o trabalhador abra uma Carteira Digital BB. O cliente também pode receber essas informações por SMS se indicar um número de celular para contato.

Quem tem conta na Caixa, tem contrato de trabalho intermitente ou não teve a conta bancária informada receberá o crédito do benefício pela Caixa.

Os clientes que tiverem conta poupança no banco vão receber o pagamento automático. O valor pode ser usado diretamente pelo cartão de débito, pelo internet banking ou app da Caixa.

Para quem não tinha conta na Caixa, será criada uma Poupança Social Digital, o mesmo tipo de conta usado para o crédito do auxílio emergencial de R$ 600. Para movimentar o dinheiro nessas contas, é preciso usar o aplicativo Caixa Tem, cartão virtual de débito ou sacar nos caixas eletrônicos, agências, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui com código de autorização de saque gerado no aplicativo.

A Caixa, porém, recomenda que os clientes utilizem os meios digitais para acessar os valores do benefício e evitem sair de casa para sacar ou utilizar o dinheiro.

Para quem ainda tem dúvidas sobre o programa e como receber, o Ministério da Economia dá mais informações no seu portal ou pela central telefônica oficial do benefício pelo número 158. Quem está cadastrado no aplicativo Carteira de Trabalho Digital também tem acesso a essas informações pelo celular ou tablet.

Além de acessar o link www.bb.com.br/pbb/bem#/, quem for receber o benefício pelo Banco do Brasil pode pedir informações pelo WhatsApp no número (61) 4004-0001 ou pelos telefones específicos: 4003-5285 para as capitais ou 0800-7295285 para as demais localidades. Na Caixa, o canal oficial de informações é o site: www.caixa.gov br/beneficios-trabalhador/beneficio-emergencial.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*