Últimas Notícias

Combate às Drogas é tema de palestra em Diadema

Por iniciativa da Secretaria de Defesa Social de Diadema, o deputado estadual, delegado Olim, e o chefe da Divisão de Prevenção e Educação – DIPE/DENARC, Thiago Magno, realizaram uma palestra sobre Combate às Drogas, no Teatro Clara Nunes, no fim de semana.  Voltada para os jovens, reuniu 200 adolescentes que realizam cursos profissionalizantes na Sodiprom.

Durante o evento, o deputado Olim compartilhou alguns episódios sobre a sua carreira de 30 anos como delegado da Polícia Civil e esclareceu aos jovens sobre os perigos, os meios de prevenção e de contenção do uso de substâncias ilícitas. “O mais importante é vocês saberem o que a droga faz com quem consome e com a sua família. A droga mata. Não tem classe social. Esta é uma luta sem fim”, afirmou o deputado.

O chefe da divisão da DIPE, Thiago Magno, informou que, segundo pesquisa realizada pela UNIFESP, 87% dos casos das pessoas que consomem drogas pela primeira vez é por curiosidade, além de questões como ansiedade, prazer imediato, insegurança, baixa tolerância à frustração, banalização do uso, ociosidade, desobediência às normas, pressão de grupos entre outros.

“Queremos provocar aqui uma reflexão que droga não é coisa de vagabundo como pejorativamente muitas vezes o usuário é tratado pela sociedade. Ela pode atingir qualquer um. O trabalho da DIPE é fazer com que você não se envolva com estas substâncias que entorpecem. Estamos aqui para fortalecer os bons princípios”, afirmou o chefe da DIPE. Durante a palestra, foi abordado também os aspectos biopsicossociais e fatores de risco e proteção.

Para a estudante Ana Beatriz Souza, de 15 anos, a palestra foi muito importante. “Eu gostei da forma como foi abordado o tema. Principalmente, ficou claro que é possível se divertir com outras atividades sem drogas”, afirmou.

Para o secretário de Defesa Social, Paulo Alexandre Fagundes, está é uma oportunidade para os jovens entenderem que droga não é legal. “A palestra é ótima para enriquecer o conhecimento, esclarecer as dúvidas sobre o consumo, os efeitos no organismo e as consequências legais com envolvimento com este tipo de substância. A Prefeitura por meio da Defesa Social está preocupada em debater ao máximo o assunto e reduzir cada vez mais o consumo e ocorrências no munícipio”.

“Aprendi hoje que a utilização das drogas em longo prazo tem efeito muito grave no organismo. Vou compartilhar as informações com os meus amigos”, comentou o estudante, Thiago Souza, 19 anos.

Representantes do Conselho Municipal Antidrogas (COMADE) também participaram do evento.

A Prefeitura conta com o CAPS – AD (Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas) que faz parte da Secretaria de Saúde do município. Além do tratamento medicamentoso supervisionado por profissionais da Saúde, os usuários realizam atividades artísticas (como pinturas, desenhos, teatro e música), que auxiliam no tratamento.

Serviço – Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Álcool e Drogas (AD), Rua Oriente Monti, 28 – Centro – 3ºandar.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*