Diadema, Minha Cidade, Sua região

Combate à Covid-19 faz Prefeitura de Diadema fechar dois supermercados

Combate à Covid-19 faz Prefeitura de Diadema fechar dois supermercados
Fiscais lacram estabelecimento depois de constatar irregularidades. Foto: Adriana Horvath/PMD

Em uma ação de enfrentamento ao coronavírus, a fiscalização da Prefeitura de Diadema determinou o fechamento de dois supermercados por descumprimento às regras do Decreto Municipal 7712/2020. Durante a blitz, com apoio da Guarda Civil, Vigilância Sanitária e Procon, foram vistoriados 42 estabelecimentos comerciais e emitidas 16 notificações para adoção urgente de medidas de combate à Covid-19.

Os dois estabelecimentos lacrados pela prefeitura são os supermercados Ricoy, da avenida Maria Leonor, no Taboão; e Dia, na avenida Brasília, no bairro Campanário.

O trabalho de fiscalização envolve cerca de 60 agentes municipais que percorrem todas as regiões da cidade. No feriado da Sexta-Feira Santa foram vistoriados 29 comércios e lançadas 23 notificações exigindo que gerentes e comerciantes se enquadrem nas exigências do Decreto 7712. A única lacração, do primeiro dia, foi a de uma adega situada na avenida Dom João VI, no Jardim Canhema, já que, no local, havia aglomeração de pessoas e consumo de bebida alcoólica, dentre outras irregularidades.

“Para Diadema ser bem sucedida na luta contra a Covid-19, todo mundo precisa fazer a lição de casa. Por isso, a fiscalização da prefeitura está passando o feriado nos bairros, inclusive no Domingo de Páscoa. Estamos na rua, para que a população fique em casa, protegida”, explicou o prefeito Lauro Michels (PV). “A partir da segunda-feira vamos combater aglomerações e filas em portas de bancos e lotéricas”, prometeu.

A blitz de fiscalização é reforçada por fiscais das áreas de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Defesa Social, Segurança Alimentar e Nutricional, Assuntos Jurídicos, Transportes, Meio Ambiente, entre outras.

CARTILHA

O objetivo do trabalho de fiscalização também é orientar comerciantes e consumidores. Para isso, a prefeitura está distribuindo a cartilha “Diadema no enfrentamento ao Coronavírus. O que pode funcionar ou não”. Para ampliar a divulgação, a versão digital vai ser publicada no portal da prefeitura (www.diadema.sp.gov.br). Nela, constam quais são os comércios liberados para funcionar e as regras sanitárias devem ser observadas por supermercados, bancos, entre outros estabelecimentos.

Na cartilha, por exemplo, a prefeitura esclarece normas sobre como reduzir e controlar o quantidade de clientes, reforçar a limpeza e higiene das instalações, inclusive dos sanitários. É necessário também disponibilizar álcool gel 70% para uso dos funcionários e clientes, higienização de cestas e carrinhos, organizar filas e atendimento para garantir o distanciamento seguro entre as pessoas. Por fim, constam as penalidades que podem variar de advertência até a lacração do comércio, caso não sejam respeitadas e adotadas as medidas contra a pandemia da Covid-19.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*