Esportes, Futebol

Com três gols nos últimos minutos, Barça garante classificação histórica

Neymar comemora gol de falta que iniciou reação do Barça. Foto: Divulgação/UefaO que parecia impossível se tornou realidade no Camp Nou, ontem (8), pela Liga dos Campeões da Europa, em uma das maiores viradas da história do torneio.

Com um gol aos 49 minutos do segundo tempo, o Barcelona bateu o Paris Saint-Germain por 6 a 1 e avançou as quartas de final.
Após perder na França por 4 a 0, o time espanhol precisava ganhar em casa ao menos por cinco gols de diferença. O início da equipe deu indícios de que a virada estava no ar.

A 30 minutos do fim, o Barcelona vencia por 3 a 0, com gols de Luis Suárez, Kurzawa (contra) e Messi. Bastava mais um gol para levar o duelo à prorrogação, mas Cavani esfriou o ímpeto do Barça e deixou o PSG próximo da vaga.

O uruguaio também foi o responsável por perder chance de frente para Ter Stegen dois minutos mais tarde. O gol daria ainda mais tranquilidade ao time.

Após desperdiçar outras oportunidades, os franceses vi­ram Neymar se transformar no homem da partida.

Faltando quatro minutos para o fim do tempo regulamentar, o Barcelona vencia por 3 a 1 e precisava fazer mais três gols. Foi nesse momento que o brasileiro mostrou porque é um dos melhores do mundo na atualidade.

Aos 42 minutos, o atacante pediu a bola em cobrança de falta na entrada da área – o batedor oficial é Lionel Messi. Colocou a bola no ângulo direito do goleiro, que quase não se mexeu.

Três minutos mais tarde, Neymar anotou o quinto, cobrando pênalti. O jogo virou duelo de ataque contra defesa, e um lançamento de Neymar encontrou Sergi Roberto, que se esticou para fazer o gol decisivo.

No outro jogo, o Dortmund avançou ao fazer 4 a 0 no Benfica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*