Política-ABC, Sua região

Com PT reduzido à metade, PSDB ganha 13 vereadores e terá maior bancada do ABC

O PSDB é o partido que mais elegeu vereadores no ABC nas eleições do último domingo (2), amparado pe­lo bom desempenho de seus candidatos majori­tá­rios, que conquistaram duas prefeituras e disputam o segundo turno como favoritos em outras duas. No sentido contrário, o PT perdeu quase a metade das cadeiras que fez em 2012 e foi a legenda que mais “encolheu” neste ano.

Os tucanos fizeram 22 cadeiras no domingo, total 144% superior às nove conquistadas em 2012. Os melhores resultados foram obtidos em São Bernardo, onde a sigla saltou de dois para seis vereadores, e em Santo André, de zero para quatro.

Em 2012, o PSDB obteve apenas a sexta maior bancada do ABC, resultado que escancarou crise no ninho tucano – William Dib deixou a coordenação regional um mês antes do início da campanha eleitoral criticado por costurar alianças que levaram o partido a abandonar can­didaturas majoritárias pró­­prias nos dois principais colégios eleitorais da região.

No sentido contrário, a representação petista diminuiu 45% na mesma comparação. O partido dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff obteve 29 cadeiras no ABC há quatro anos, o que lhe garantiu a maior bancada da região, mas caiu para a segunda posição, com 16.

O resultado reflete o desgaste na imagem petista provocado pelo envolvimento do partido no escândalo do “petrolão” e pelos desdobramentos da Operação Lava Jato. Refletiu também o desempenho pífio nas disputas majoritárias – o partido não elegeu prefeitos no ABC no primeiro turno e vai a segunda fase em apenas dois municípios (Mauá e Santo André) na condição de azarão.

Não por acaso, as principais perdas ocorreram em Mauá, onde o partido encolheu de cinco para uma cadeira; em São Bernardo, onde a bancada petista caiu de oito para cinco vereadores; e em Diadema, onde passará a ter três representantes, contra seis nesta legislatura.

Outro partido que saiu fortalecido das eleições de domingo é o PPS, que aumentou sua bancada no ABC de dez para 14 vereadores e manteve a terceira posição. Com o acréscimo de três cadeiras, o PSB assume a quarta colocação, com 11 representantes.

A quinta posição é ocupada pelo PRB, que saltou de quatro para dez cadeiras – só em Diadema, os republicano-brasileiros aumentaram sua representação de um para três vereadores.

Assim como o PT, também reduziram sua bancada no ABC o PMDB, que perdeu seis cadeiras e terá seis a partir de 2017; o PTB, que elegeu cinco representantes no domingo, contra 12 há quatro anos; o PDT, que perdeu seis vagas e contabilizou quatro, e o PR, que encolheu de dez para seis vereadores.

Novatos

Na próxima legislatura, 26 partidos terão representantes nas Câmaras da região, de um total de 35 que concorreram nas eleições deste ano. Entre os “novatos”, que entraram na disputa pela primeira vez, o Solidariedade terá seis vereadores, o PEN elegeu três, PROS e PMB te­rão um cada. A Rede não elegeu vereadores no ABC.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*