Minha Cidade, Santo André, Sua região

Com novas Estações de Coleta, Semasa fará estudo sobre catadores de recicláveis em Santo André

Novidade foi apresentada durante missão técnica realizada com a CAF, responsável por financiar as intervenções do programa Sanear Santo André. Foto: Divulgação/Semasa
Novidade foi apresentada durante missão técnica realizada com a CAF, responsável por financiar as intervenções do programa Sanear Santo André. Foto: Divulgação/Semasa

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) realizou mais uma missão técnica com representantes da CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), responsável pelo financiamento de US$ 50 milhões do programa Sanear Santo André. Dentre as novidades acerca da atualização do escopo do programa está o desenvolvimento de um estudo para mapear o número de catadores de recicláveis que atuam no município.

O levantamento faz parte das obras de construção de mais 20 Estações de Coleta e tem como objetivo descrever, com o auxílio de uma pesquisa de campo, o contingente de pessoas que recolhem materiais secos pelas ruas para que elas possam ser inseridas no trabalho formal de triagem e venda de recicláveis, por meio das cooperativas que existem em Santo André.

O levantamento também será fundamental para que a cidade possa fomentar políticas públicas que busquem a qualificação de quem trabalha com reciclagem, além de estimular a economia solidária. Após o resultado do diagnóstico, também será analisada a possibilidade de construir a terceira cooperativa da cidade. A previsão é de que a pesquise comece e seja concluída neste ano. Ainda em 2021, também iniciam os serviços para construir mais dez Estações de Coleta.

Complexo Viário Cassaquera

Primeira realização do programa Sanear Santo André, as obras do Complexo Viário Cassaquera seguem em ritmo acelerado, com 66% do total das intervenções concluídas. Com os serviços de preparação do solo para a pavimentação da avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello, o Semasa começou a atuar simultaneamente em sete frentes de trabalho. Os serviços de canalização do córrego Cassaquera, na extensão de 1,7 quilômetro do curso d’água, chegaram a cerca de 75%.

Outras intervenções

 Em meados de maio, o Semasa realizou a abertura de envelope das empresas licitantes no processo de contratação do projeto executivo para a construção de obras de drenagem na região do córrego Guarará. Os estudos estão sendo analisados pela comissão técnica formada por representantes da autarquia.

As intervenções para modernizar e ampliar o sistema e alerta de chuva do município serão feitas em dois contratos. O primeiro, que envolve a implantação de 25 câmeras para monitorar córregos e o rio Tamanduateí, está na etapa de preparação da minuta de edital. O segundo contrato integra a instalação de novos pluviômetros, fluviômetros, bocas de lobo inteligentes, estações meteorológicas, softwares de simulação de inundações, dentre outros. A fase atual é de elaboração do termo de referência para licitação.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*