Economia, Notícias

Com mais dias úteis, vendas de veículos novos aumentaram 7,9% em outubro

Com mais dias úteis, vendas de veículos novos aumentaram 7,9% em outubroO mercado de veículos novos cresceu 7,89% em ou­tubro ante setembro, informou ontem (1º) a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Au­­tomotores (Fenabrave), que re­presenta as concessionárias.

Foram emplacadas 253.372 unidades no mês passa­do, em soma que considera segmentos de automóveis, comer­ciais leves, caminhões e ônibus.
A variação foi influen­cia­da, principalmente, pela di­­ferença de dias úteis. Outubro teve dois a mais do que em setembro (23, contra 21).

Na comparação pela média diária, que visa tirar esse efeito, as vendas re­cuaram 1,48% na passagem entre os dois me­ses, para 11.016 unidades.

No acumulado do ano até outubro, o setor teve 2,28 mi­lhões de emplacamentos, ex­pansão de 8,68% contra igual período do ano passado.
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o mercado vem se comportando de forma estável.

“O ritmo de crescimento permanece moderado e está­vel. (O mercado segue) positivo no acumulado do ano, o que é muito importante para os resultados do setor em 2019”, afirmou Assumpção Júnior.

VENDAS DIRETAS

As vendas de automóveis e comerciais leves somaram, em outubro, 241.175 unidades, aumento de 8,05% na comparação com setembro. No acumulado do ano, o avanço é de 7,52%, para 2,176 milhões.

Embora aponte crescimento do mercado, o resultado tem sido puxado pelas vendas diretas (para frotistas, locadoras, taxistas, pessoas com deficiência), normalmente feitas com elevados descontos.

No acumulado de janeiro a outubro, as vendas diretas re­presentaram 40,93% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves, contra 37,73% no mesmo período de 2018.

Nesse tipo de venda, a entrega do carro é feita por uma revenda, que é remunerada por isso. No entanto, essa comissão costuma ser bem menor.

PESADOS

As vendas de caminhões e ônibus somaram, em outubro, 12.197 unidades, o que representa aumento de 4,93% na comparação com setembro. No acumulado do ano, o avanço é de 39,27%, para 106,8 mil.

O resultado do setor tem sido influenciado, principalmente, pelo agronegócio, pelo aumento de frotas próprias das empresas e pela renovação de frota por parte de transportadores.

No mês passado, a Fena­brave elevou as projeções para as vendas de pesados novos no fechamento deste ano. A entidade estimou que os emplacamentos de caminhões novos vão crescer 34% e os de ônibus, 37%.

A estimativa da entidade pa­ra o segmento de veículos leves foi mantida em crescimento de 8%.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*