Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Com histórias de superação, programa Emprego Cidadão de São Bernardo completa um ano

Programa Emprego Cidadão de S.Bernardo completa um ano
Desde maio de 2017, 42 ex-moradores de rua agarraram a oportunidade de um novo começo. Foto: Gabriel Inamine/PMSBC

Acordar cedo e se preparar para mais um dia de trabalho. O que parece rotina para muitos é motivo de orgulho e alegria para o auxiliar de limpeza da empresa Guima, Walmir Correa da Silva, de 37 anos. Depois de quatro meses vivendo nas ruas, o funcionário reconquistou seu espaço e independência financeira, após ser contemplado pelo programa Emprego Cidadão, da Prefeitura de São Bernardo, que no dia 1º de maio de 2017 – há exato um ano – inseriu seu primeiro grupo de ex-moradores de rua no mercado de trabalho, por meio de parceria com empresas do município.

De lá para cá, a vida de Walmir passou por uma profunda transformação. “Está sendo muito bom para mim. Estou conseguindo reconquistar minhas coisas e podendo sonhar mais alto. Já aluguei minha casa, onde estou há dez meses, e estou me dando muito bem com a vizinhança e na empresa, seguindo em frente mesmo”, explicou. Nascido em São Paulo e criado no Paraná, Walmir veio para São Bernardo em 2017 após perder o emprego em Curitiba. “Vim a pé das praias do Paraná para cá, em uma viagem de três meses, com mais dois amigos. Foi resultado da loucura de quem vem das ruas e bebia muito”, disse.

Antes de se estabelecer em São Bernardo, Walmir viveu um mês em situação de rua na cidade de Santos, no litoral paulista. De lá partiu, também a pé, rumo ao Riacho Grande, em São Bernardo. “A situação de rua é favorável para quem está na rua. As pessoas dão comida e sempre dá para conseguir um dinheiro para a bebida. Porém, sempre quis sair dessa situação e encontrar um emprego. Os assistentes sociais me ajudaram muito aqui em São Bernardo para organizar os documentos. Como sempre tive bom comportamento fui encaminhado para a casa de reintegração, de onde saí para o Emprego Cidadão”, relembrou.

Assim como Walmir, outros 41 ex-moradores de rua agarraram a oportunidade de um novo começo por meio do Emprego Cidadão, sendo 39 contratados pela empresa Guima e outros dois pela Cooperativa de Consumo (Coop). Destes, 21 ainda seguem empregados com relatos de bom desempenho e produtividade. A média salarial dos beneficiados é de aproximadamente R$ 1200, além de benefícios, como vale refeição e vale alimentação.

“Este é um programa do qual me orgulho muito, porque prova à sociedade que tudo o que estas pessoas precisam é de uma oportunidade e pessoas que as ajudem. É uma ação simples, que não demanda investimentos vultuosos, mas que muda a vida destas pessoas e, o mais importante, que mostra que é possível recomeçar e escrever uma nova história”, destacou o prefeito Orlando Morando, idealizador do projeto.

Já a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Laerte Soares, explica que a evasão dos participantes é compreensível e esperada, mas destaca que todos que deixam o programa continuam sendo acompanhados e assistidos pelos programas desenvolvidos pela pasta. “Investimos na autonomia e independência das pessoas em situação de rua, em acompanhamento no Centro Pop, oferecendo atendimento e acolhimento. O objetivo é fornecer meios para que eles se organizem, retomem seus vínculos familiares e fortaleçam suas redes de apoio, na perspectiva de construírem projetos de vida que visem à superação da situação de rua.”, explicou a chefe da pasta.

São Bernardo tem 320 pessoas mapeadas em situação de rua, uma redução de cerca de 30% em relação ao início do ano passado, graças ao trabalho de acolhida e reinserção deste público à sociedade desenvolvido no município.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*