Brasileirão, Esportes

Com dois gols de Raphael Veiga, Palmeiras bate Fluminense e assume o 5º lugar

Com dois gols de Raphael Veiga, Palmeiras bate Fluminense e assume o 5º lugar
Raphael Veiga comemora seu gol contra o Fluminense no Allianz Parque. Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Com um time desfigurado por nada menos que 13 desfalques, o Palmeiras soube se impor no Allianz Parque, venceu o Fluminense por 2 a 0 e chegou a oitava vitória consecutiva na temporada – somando Libertadores, Copa do Brasil e o Brasileirão. O meia Raphael Veiga, autor dos dois gols do alviverde, foi o destaque do time, que continua sua busca pelos primeiros lugares da competição.

Os desfalques do técnico Abel Ferreira foram: o goleiro Weverton, na seleção brasileira; Gustavo Gómez e Matías Viña, com as seleções do Paraguai e Uruguai, respectivamente; Luiz Adriano, em transição após sentir lesão na coxa; Felipe Melo, Wesley e Luan Silva, em recuperação de lesões; Gabriel Menino, Luan, Rony, Danilo, Gabriel Silva e Lucas Esteves, infectados com a covid-19.

O Fluminense também teve problemas. Antes mesmo do apito inicial, o time carioca perdeu sua referência no ataque: o atacante Fred torceu o tornozelo no aquecimento para a partida. Em seu lugar entrou Felippe Cardoso.

Por conta de todos os desfalques, Abel Ferriera mais uma vez precisou improvisar na lateral-esquerda. Como foi bem na vitória sobre o Ceará, na Copa do Brasil, no meio de semana, Gustavo Scarpa foi mantido na lateral-esquerda.

No primeiro tempo, o jogo foi um tanto quanto amarrado. Os times se respeitavam demais, e as duas defesas se apresentarem muito bem postadas. A primeira chance clara de gol foi do Fluminense. Aos 17 minutos, Nenê cobrou falta na área, Hudson desviou de cabeça e Luccas Claro escorou para o gol. Na hora, o bandeira marcou impedimento no lance e o árbitro de vídeo foi acionado. Quase cinco minutos foram necessários para comprovar o impedimento do jogador do clube carioca.

O Palmeiras só foi chegar com perigo aos 41 minutos. Em um bate-rebate na área, Willian ganhou de Luccas Claro e ficou de frente para o gol. O atacante bateu firme, mas o goleiro Muriel fez boa defesa e evitou o gol.

Depois, aos 50 minutos, mais uma boa chance do alviverde. Marcos Rocha virou jogo para a esquerda e Gustavo Scarpa dominou e arriscou para o gol, para mais uma boa defesa de Muriel.

O Palmeiras começou o segundo tempo com mais disposição. Logo aos dois minutos, em boa trama, Lucas Lima ficou de frente para o gol e arriscou chute forte. A bola desviou em Wellington Silva e o árbitro Leandro Pedro Vuaden assinalou escanteio. Contudo, chamado pelo VAR, ficou constatado que a bola desviou na mão do jogador do Fluminense e o pênalti foi marcado. Raphael Veiga foi para a bola e bateu firme, sem chances para Muriel.

O gol fez o Fluminense sair de sua defesa e o time do técnico Odair Hellmann quase chegou ao empate aos 11 minutos. Felippe Cardoso passou fácil pela marcação de Renan e mandou para a área Nenê pegou de primeira e perdeu excelente oportunidade.

Porém, o Palmeiras continuou em cima e aumentou o placar no lance seguinte. Raphael Veiga deixou Willian na cara do gol. O atacante bateu, mas Muriel fez nova defesa. Na sequência da jogada, Gabriel Veron cruzou e Raphael Veiga mandou de primeira, rasteiro, com força, para fazer o segundo gol alviverde.

Depois, o Fluminense brigou, mas encontrou o goleiro Jailson em noite inspirada. Raphael Veiga, Zé Rafael e Veron tiveram ótima participação na partida. O Palmeiras fez o tempo passar e garantiu mais uma vitória. Se continuar assim, o time de Abel Ferreira vai brigar pelo título.

 

PALMEIRAS 2 X 0 FLUMINENSE

Gols: Raphael Veiga, aos 6 e aos 15 minutos do 2º tempo. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS). Estádio: Allianz Parque, em São Paulo.

PALMEIRAS

Jailson; Marcos Rocha, Emerson Santos, Renan e Scarpa; Patrick de Paula, Zé Rafael (Ramires) e Raphael Veiga; Lucas Lima (Mayke), Veron e Willian (Breno). Técnico: Abel Ferreira.

FLUMINENSE

Muriel; Igor Julião, Nino, Luccas Claro e D. Barcelos; Hudson, Dodi e Nenê (Caio Paulista); M. Araújo (M. Paulo), W. Silva (Luiz Henrique) e Felippe Cardoso (Lucca). Técnico: Odair Hellmann.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*