Brasileirão, Esportes

Com Cuca incerto, Santos mapeia mercado para definir técnico para próxima temporada

O meio de semana sem jogos do Santos deve ser agitado nos bastidores. Enquanto o time vai trabalhar com o objetivo de iniciar a recuperação no Campeonato Brasileiro, fora dele, a diretoria atua para acelerar a definição de quem comandará o time na temporada de 2021 – se Cuca ou um novo treinador. Tiago Nunes é um dos nomes avaliados.

Cuca foi contratado pelo Santos em agosto e ganhou elogios por ter unido e blindado o elenco durante a grave crise financeira e política do clube. Deu tão certo que o time, mesmo sem poder realizar contratações durante quase todo o período em que o técnico está à frente da equipe, foi finalista da Copa Libertadores.

A derrota para o Palmeiras, com um gol sofrido nos acréscimos do segundo tempo e logo depois com sua expulsão, abalou Cuca. Ciente dos graves problemas financeiros do clube, o treinador está reticente em renovar seu contrato para a temporada de 2021, embora esse seja o interesse dos novos dirigentes do clube, como o presidente Andrés Rueda.

No último sábado, após o empate com o Atlético-GO, Cuca indicou que 2021 será um ano difícil para o Santos e se tornou ainda mais desafiante com a derrota na final da Libertadores – o que, em sua visão, mudou o clima até então favorável no clube.

“A próxima temporada é de arrumar a casa. Não se arruma a casa colocando móveis, mas a estrutura, que não está nada legal. O Santos tem de competir com São Paulo, Corinthians e Palmeiras. Não se pode perder enquanto arruma a casa. Derrotas têm consequência para o treinador e emocional dos meninos. Vento a favor é uma coisa, contra a outra. Temos de pensar com carinho, com cuidado. Tenho falado como amigo com o presidente, com a diretoria, temos conversado muito”, afirmou.

Embora a preferência seja pela manutenção de Cuca, a diretoria sabe que tem pouco tempo para definir um possível sucessor, caso opte por deixar a Vila Belmiro. Mapeando o mercado, um nome avaliado pelos dirigentes é o de Tiago Nunes, demitido em setembro de 2020 do comando do Corinthians. Antes, porém, conduziu o Athletico-PR aos títulos da Sul-Americana, em 2018, e da Copa do Brasil, em 2019.

Cuca, porém, seguirá à frente do Santos ao menos nos últimos quatro compromissos do Brasileirão. O próximo será diante do Coritiba, sábado, na Vila Belmiro. Os rivais seguintes vão ser Corinthians, Fluminense e Bahia. A equipe é a décima colocada com 47 pontos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*