Minha Cidade, Regional, Sua região

Com 219 óbitos por covid-19 em setembro, ABC tem mês menos letal desde novembro

Com 219 óbitos por covid-19 em setembro,  ABC tem mês menos letal desde novembro
Número de mortes registra quinta redução mensal consecutiva, e total de 3.671 casos confirmados é o mais baixo desde abril do ano passado

O ABC manteve em setembro a tendência de redução nos números de casos, óbitos e internações por covid-19, em um movimento atribuído ao avanço na vacinação e da imunização da população.

No mês passado foram con­fir­mados 219 óbi­tos pelo no­vo coronavírus na região, to­tal 46% in­ferior ao apurado em agosto (406). Trata-se da quinta queda mensal consecu­tiva e do menor número de vidas per­di­das desde novembro (185).

Para se ter uma ideia da desaceleração no número de óbitos, o total de setembro é 85,2% inferior ao de abril (1.482), pi­co da segunda onda da pande­mia (veja gráficos ao lado).

Compi­lados pelo Diário Re­­gional, os dados integram o pai­nel epidemiológico da Fun­da­ção Sis­tema Estadual de Aná­­li­se de Dados (Sea­de), elaborado com ba­­­­­­­­­­se em informações da Se­cre­­­­­­­ta­ria de Estado da Saúde.

Desde o início da pande­mia, já morreram 10.649 pes­soas de covid-19 nos sete mu­nicípios. Só na 39ª semana epidemio­lógica de 2021, encerrada no último sábado (2), o ABC teve 50 óbitos, ou sete por dia.

Além de reduzir o total de mortes, os sete municípios assistem também à queda no número de casos. Em setembro, a região re­gistrou 3.671 diag­­nósticos positivos, com re­cuo de 61,8% ante o apurado em agosto (9.614) e o patamar mais baixo desde abril do ano passado (1.858).

Comparativamente a mar­ço deste ano (23.642), pi­co de casos da segunda onda da crise sa­nitária, o total de diagnósticos em setembro é 84,5% inferior.

Desde o início da pande­mia, 230.607 pessoas já fo­ram diagnosticadas com covid-19 nos sete municípios. O ABC encerrou a 39ª semana epidemiológica de 2021 com 113 casos, ou 16 por dia.

VACINAÇÃO

Os indicadores vêm cain­do à medida que avança a vacinação. Segundo as prefeituras, foram aplicados 3,79 mi­lhões de do­ses na região, das quais 2,15 milhões a título de pri­meira dose, o que permitiu à região concluir a primei­ra fase da população adulta e avançar na adolescente. Além disso, 1,61 milhão de moradores (ou 77% dos adultos) ti­­ve­ram o esquema vacinal con­cluí­do, seja com a aplicação da se­gunda do­­se, seja com a dose única. Também foram aplicadas qua­se 30 mil doses de reforço.

O avanço da vacinação tem ajudado também a redu­zir a pressão sobre os sis­temas público e privado de Saúde. Ain­da segundo a Fun­dação Seade, o ABC tinha 20,06% de ocupação em leitos de Uni­­dade de Terapia Intensiva (UTI) Covid públicos no último domingo, menor nível desde maio de 2020, quando o governo do Estado começou a monitorar esse indicador no âmbito do Plano São Paulo.

A ocupação é ligeira­men­­te inferior à apurada se­te dias antes (21,3%). Em en­­fer­ma­rias, a taxa é de 13,5%.

Atualmente, há 284 pessoas internadas com covid-19 tanto em UTIs como enfermarias de hospitais públicos da região. Trata-se também do menor patamar desde maio de 2020, quando o governo do Estado começou a monitorar esse indicador.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*