Minha Cidade, Santo André, Sua região

CHM de Santo André inaugura Ambulatório de Cuidados Paliativos

Serviço do Centro Hospitalar Municipal proporciona qualidade de vida e atendimento humanizado a pacientes e familiares. Foto: Angelo Baima/PSA
Serviço do Centro Hospitalar Municipal proporciona qualidade de vida e atendimento humanizado a pacientes e familiares. Foto: Angelo Baima/PSA

O Centro Hospitalar Municipal (CHM) de Santo André passou a contar nesta segunda-feira (27) com um Ambulatório de Cuidados Paliativos. O espaço integra a linha do cuidado humanizado que vem sendo implementada no município. Para ter acesso ao ambulatório, o paciente precisa ser encaminhado de um equipamento de saúde, como unidade de saúde de referência, centro de especialidade ou rede de urgência e emergência.

Com capacidade de atender cerca de 40 pacientes ao dia em cuidados paliativos, inicialmente o espaço realizará atendimento de cerca de 60 pacientes por semana e o aumento vai ocorrer de forma gradativa, de acordo com a necessidade.

“Mais uma evolução no atendimento humanizado aos nossos pacientes, com fundamental importância neste momento em que estamos prestes a superar a pandemia. Garantir acolhimento com dignidade e eficiência é marca do programa Qualisaúde que vem modernizando os equipamentos de Saúde da cidade”, destacou o prefeito Paulo Serra.

Os cuidados paliativos se baseiam em cuidar e valorizar o paciente em sua essência, biografia e crença o auxiliando a viver com dignidade, mesmo tendo alguma condição que possa agravar a sua saúde ou que ameace sua vida. Dentro de sua estrutura será promovida assistência com equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeuta e nutricionistas. O atendimento é voltado para pacientes, mas também se estende a familiares e a qualquer pessoa que esteja vinculada ao paciente.

Além dos serviços oferecidos no local, quando for necessário, o paciente também pode ser encaminhado para a unidade de saúde para passar pelas práticas integrativas com cuidado de reiki, aromaterapia ou musicaterapia.

CAPACITAÇÃO

Os profissionais da rede passaram por capacitação, para que toda a rede de saúde estivesse integrada com o serviço. De acordo com a médica geriatra e paliativista, Leticia Sousa Teixeira Cordeiro, muitas pessoas desconhecem o olhar paliativo. “Gostaríamos de reduzir o preconceito e os paradigmas, além de mostrar que é uma forma de cuidar com amor, cuidar de forma humanizada e proporcionar um olhar individualizado, respeitando as crenças e a biografia daquela pessoa”, explicou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*